Pelo fim da violência Secretaria das Mulheres participa de ato público que pede ações de combate ao feminicídio


Em 03/05/2021

 



Um ato público aconteceu na tarde desta quinta-feira (29) na Lagoa do Parque Solon de Lucena, Centro da Capital, para pedir o fim do feminicídio e a punição rigorosa para os culpados desse tipo de crime. Representando o poder público municipal, uma equipe da Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres (SEPPM), que já desenvolve um trabalho no combate à violência de gênero, esteve presente.

O ato, organizado pelo Grupo de Mulheres Olga Benário, foi em protesto pela morte da pernambucana Patrícia Roberta, de 22 anos, no bairro de Gramame, aqui em João Pessoa, no último dia 27. “Quando uma mãe perde uma filha, todas nós choramos. Por isso estamos juntas nessa luta por um basta ao feminicídio”, afirmou Nena Martins, secretária da Mulher de João Pessoa.

Simbolicamente, a secretária participou do plantio de uma muda de ipê roxo, na Praça das Mulheres, como forma de homenagear Patrícia Roberta. “A Secretaria atua diariamente na defesa dessas vítimas e então nos unimos aos movimentos para dar voz e força a esse ato”, reforçou Nena Martins.Vitória Ohana, uma das organizadoras do protesto #JustiçaPorPatrícia, falou sobre a iniciativa do movimento. “O aumento de mulheres mortas por feminicídio é assustador, por isso não podemos nos calar, precisamos dar um basta nessa situação e lutar por nosso direito de viver. O que aconteceu com Patrícia não pode continuar acontecendo. Estamos aqui hoje fazendo essa homenagem a ela e a todas as vítimas de violência”, disse.

Só em João Pessoa, de janeiro a abril deste ano, seis mulheres foram assassinadas em razão do gênero, ou seja, por serem mulheres.

  • Texto: Ludmilla Santos
    Edição: Cristina Cavalcante
    Fotografia: Kleide Teixeira