novembro 13, 2019

Lei do deputado Wilson Filho que garante abono de faltas a policiais em serviço nas instituições de ensino é aprovada

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou nesta quarta-feira (13) o Projeto de Lei 68/2019, de autoria do deputado estadual Wilson Filho (PTB), que prevê abono de faltas em instituições de ensino para estudantes que sejam servidores da segurança pública no Estado e precisarem se ausentar de seus compromissos discentes em razão do trabalho.

"Esta lei é importantíssima para policiais, bombeiros e agentes penitenciários que por ventura fazem uma universidade, um curso superior e muitas vezes chegam ao ponto de serem reprovados em disciplinas por atingirem o número limite de faltas. Nós sabemos que a escala da segurança é diferente do resto das profissões e nem sempre é possível conciliar as duas atividades", afirmou.

De acordo com o texto da lei, o abono será garantido após a comprovação de que o estudante se ausentou em decorrência do serviço, mediante a apresentação de declaração emitida pelo chefe imediato ou oficial superior ao estudante, informando dia e horário em que o servidor estava em serviço. As instituições de ensino que descumprirem a lei poderão pagar multa de R$ 253,15 a R$ 1012,6.

Com a aprovação do PL, uma cena que estava se tornando comum na Paraíba e em diversos estados brasileiros irá terminar: policiais sendo constrangidos por irem às aulas fardados e com as  armas que usam no trabalho.

Wilson Filho propõe criação do programa 'Minha Casa Minha Vida' na Paraíba



O Projeto de Indicação 234/2019, do deputado Wilson Filho, que sugere a criação de um programa habitacional no Estado da Paraíba aos moldes do 'Minha Casa Minha Vida', foi aprovado nesta quarta-feira (13), durante sessão ordinária da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). O grande diferencial com relação ao projeto do governo federal é a redução da faixa de renda, o que permite a inclusão de uma parcela da população com menos poder aquisitivo.

"A demanda por novas habitações não é pequena. De acordo com dados do IBGE, este quantitativo gira em torno de 124 mil famílias. Isso quer dizer que mais de 500 mil pessoas no Estado não dispõem das condições de ter uma casa própria. E tem mais: há as pessoas que possuem moradia, mas vivem em condições subumanas. O Ministério da Saúde apontou que pelo menos 160 mil famílias ainda vivem em casas de taipa na Paraíba. Um quadro que precisa mudar", afirmou.

Wilson Filho ressaltou que com o desmantelamento do 'Minha Casa Minha Vida' do Governo Federal deixou uma lacuna habitacional e prejudicou a economia local - uma vez que o MCMV gera empregos e renda para médios e grandes construtores.

"O governo federal trouxe investimentos na casa dos bilhões para a Paraíba. A torneira fechou, mas as pessoas não deixaram de ter necessidade. O que tem faltado é linha de crédito com as facilidades que permitam ao trabalhador mais humilde ter a sua casa própria. O governo da Paraíba terá condições de preencher esta lacuna. Este projeto visa, unicamente, contribuir com ideias para o sucesso da economia no Estado, a felicidade das pessoas e a geração de empregos. Precisamos agir, porque quem mais precisa tem pressa", justificou.

O projeto sugerido por Wilson Filho ao Executivo prevê uma faixa de renda que contemple famílias que recebam entre R$ 1.200,00, pouco mais que um salário mínimo, e R$ 4.000,00; ao passo que o programa do governo federal tem como menor faixa de renda R$ 1.800,00 a R$ 7.000,00.

Paraíba atinge a melhor média de implante de órgãos dos últimos 5 anos


ados divulgados pela Central de Transplantes da Paraíba nesta quarta-feira (13) apontam que o Estado atingiu a melhor média de implante de órgãos dos últimos cinco anos. Até o momento, já foi contabilizada a maior quantidade de doadores efetivos na última década, com mais de 60 doações realizadas, a maior quantidade de retirada e transplantes de fígado da história da Paraíba e a maior quantidade de transplante renal de doador falecido.

De acordo com o diretor da Central de Transplantes, Luiz Gustavo Correia, a elevação histórica desses dados relacionados aos transplantes se deu a partir de uma gestão estratégica realizada com apoio da Secretaria de Estado da Saúde (SES). “Além de melhorar os índices, retornamos também a fazer o transplante de coração. O último ocorreu em junho de 2009 e, em menos de seis meses da nova gestão, realizamos duas retiradas e um transplante cardíaco”, ressalta.

Ele explica que o dado mais importante a ser considerado é a quantidade de implantes de órgãos por milhão de habitantes. “Tivemos, em 2019, a melhor média dos últimos cinco anos que foi 12,9 PPM. Para se ter uma ideia, esse dado em 2018 foi de 6,9 PPM e em 2017, 8,8 PPM”, afirma.

Para o médico, a dificuldade continua sendo a recusa familiar. Embora o quadro de doação e transplantes de órgãos tenha melhorado em 2019, o número de resposta negativa por parte da família continua alto, em torno de 66%. “Se compararmos com o resto do Brasil, a Paraíba ainda está em uma posição delicada. A recusa, no Nordeste, é de 55%. No Brasil, esse número cai para 48%”, observa.

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, demonstra satisfação ao falar sobre os resultados positivos da Central de Transplantes e reforça a marca história do estado com relação à doação de órgãos. “Através de medidas administrativas e mudança de gerenciamento nas centrais de transplantes associado à motivação da equipe de 66 profissionais que compunham as unidades de Campina Grande e de João Pessoa obtivemos rapidamente, no espaço de 4 meses, resultados surpreendentes e que permitiram um alto grau de satisfação de gestores em função do benefício que representou para todos os paraibanos que anteriormente necessitavam se deslocar para outros estados para conseguir transplante de órgãos. A Secretaria Estadual de Saúde e o governo João Azêvedo estão exultantes em ter promovido o recrudescimento do quantitativo de doadores de órgãos e transplantes no estado”, completa.



Wilson Filho solicita agilidade em emissão de RGs e secretário anuncia chegada de 60 kits de biometria para Casas da Cidadania da PB

O deputado estadual Wilson Filho (PTB) comandou Audiência Temática sobre a segurança nesta terça-feira (12), na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). Na ocasião, o parlamentar que preside a Comissão de Orçamento, Fiscalização, Tributação e Transparência solicitou ao secretário de Estado de Segurança, Jean Nunes, soluções para a agilização na emissão de RGs.

"Recebi reclamações de diversos cidadãos, de todas as classes sociais, sobre a dificuldade em se emitir um  RG no Estado da Paraíba. As principais queixas se referem à demora para o agendamento e a emissão final do documento", afirmou.

Jean Nunes admitiu que o Instituto de Polícia Civil (IPC), órgão responsável pela emissão dos documentos, está tendo dificuldades em face da falta de kits de biometria, mas que uma nova aquisição de 60 kits está para ser feita, minimizando o problema.

O secretário afirmou ainda que, após a chegada dos kits e a reestruturação em termos de equipamento e treinamento de recursos  humanos nas Casas da Cidadania, a ideia é terceirizar o serviço.

"A gente vai buscar otimizar com essa visão de terceirizar para que uma empresa, assim como já acontece em vários estados, seja responsável pelas cédulas [junto à Casa da Moeda], pelos recursos humanos, pelo TI. A gente vai ficar responsável apenas em cuidar da fiscalização e da originalidade e fidedignidade dos documentos", finalizou Jean Nunes.

A audiência sobre segurança contou com a participação do secretário de Estado de Administração Penitenciária, Sérgio Fonseca; dos deputados estaduais Tião Gomes, João Henrique, Wallber Virgolino, Buba Germano e Polyanna Dutra, além de representantes de diversas entidades. Ela faz parte do calendário de debates para a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2020 e o Plano Plurianual (PPA) 2020-2023.

novembro 11, 2019

João Azevêdo assina acordo de cooperação com CNJ e TJPB para instalação do Escritório Social na Paraíba.



O governador João Azevêdo assinou, nesta segunda-feira (11), durante solenidade realizada no Palácio da Redenção, em João Pessoa, acordo de cooperação técnica entre o Governo do Estado, Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) para implementação do Escritório Social, uma das ações de fomento à política de pessoas egressas do sistema prisional do Programa Justiça Presente. O Projeto de Lei que institui o mecanismo no Estado também foi assinado na ocasião e será encaminhado para apreciação da Assembleia Legislativa.

Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual ressaltou que o Escritório Social permite ao egresso do sistema prisional a inclusão em programas sociais do Governo e o retorno ao mercado de trabalho. “Nós juntamos muito esforços para quebrar um ciclo vicioso e estamos oferecendo chances para as pessoas serem incluídas na sociedade, de forma organizada e estruturada. Essa é uma ação feita a muitas mãos e é um exemplo claro das parcerias estabelecidas na Paraíba em busca de soluções para problemas graves como esse. Eu tenho certeza de que essa medida dará um novo rumo e uma nova esperança para quem é egresso do sistema penitenciário”, sustentou.

 O secretário de Estado da Administração Penitenciária, Sérgio Fonseca, destacou que o Escritório Social visa promover ações integradas de políticas sociais básicas. “O Governo do Estado tem uma preocupação social muito forte. Nós já começamos a ressocialização dentro das unidades prisionais e, com essa ferramenta, vamos sair dessa fronteira e acompanhar os egressos depois do cumprimento da pena com o auxílio de uma equipe multidisciplinar que dará a oportunidade para as pessoas voltarem ao mercado de trabalho, o que se configura como uma política de combate à reincidência”, explicou.

A secretária de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), Neide Nunes, afirmou que o Escritório Social deverá entrar em funcionamento até o início do próximo ano, no Centro de João Pessoa. “Nós vamos disponibilizar a estrutura física, nossos profissionais já passaram por uma capacitação realizada pelo CNJ para fortalecer esse programa que é tão relevante para o Estado e poderá beneficiar 13 mil egressos. Essa é uma parceria importante, pois permitirá aos egressos a inserção no mercado de trabalho e o acesso a políticas públicas, como a documentação básica”, pontuou.

O juiz auxiliar da presidência do CNJ, Luiz Lanfredi, evidenciou que a Paraíba é o segundo Estado do país a implantar o Escritório Social. “Este é mais um equipamento de transformação em busca de uma sociedade melhor porque parte da população não tem acesso real aos bens que são garantidos pela Constituição, como saúde, educação, moradia, trabalho, lazer e transporte. Nós devemos superar o cenário de exclusão e de violência que observamos na sociedade brasileira e afirmamos, com toda a certeza, que toda a vida vale a pena e a dignidade não pode ser retirada de ninguém”, falou.

O presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, Márcio Murilo da Cunha Ramos, enalteceu a importância da parceria para garantir aos egressos mais uma chance de reintegração à sociedade. “Nosso dever como gestor é garantir a política de celeridade de processos, mas também social, que a Constituição nos assegura e se constitui como um dever de controle parcial dos apenados, que observa o direito constitucional de se reabilitar”, disse.

O deputado estadual Ricardo Barbosa enalteceu a simbologia do programa criado pelo Governo do Estado em parceria com o TJPB e o CNJ. “Os atos assinados hoje se constituem como adoção de políticas públicas que atendem aos interesses de segmentos que precisam de inclusão social. Nós louvamos esse gesto e deveremos aprovar em breve esse projeto devido a sua importância”, argumentou.

Criado pelo CNJ em 2016, o Escritório Social funciona em esquema de gestão compartilhada entre o Poder Judiciário e o Executivo. Após sair do sistema prisional, quem tiver interesse deve procurar o Escritório Social e terá acesso a uma rede de serviços de apoio, tanto públicos quanto da sociedade civil, em áreas como qualificação profissional, moradia, documentação e saúde.

O Escritório Social contará com uma equipe composta por assistente social, psicólogo, advogado, equipe de apoio e estagiários de todas essas áreas, a fim de que haja um trabalho no atendimento individualizado do egresso do sistema prisional e no encaminhamento para a rede de atenção – saúde, assistência, educação, qualificação profissional – e, também, para inserção no mercado de trabalho.

A solenidade foi prestigiada por prefeitos, parlamentares e auxiliares do Governo do Estado da Paraíba.


Visita do Presidente a Campina Grande



O presidente brasileiro surpreendeu nesta segunda-feira(11), durante solenidade de inauguração do conjunto habitacional Aluízio Campos na cidade de Campina Grande provocando muitos buchichos, um dos motivo foi a quebra de protocolo, além da falta de traquejo seguidos de gritinhos sem nexo do chefe maior da nação durante um discurso que deveria ser oficial causando o disse me disse nos bastidores da política paraibana.

Um país acostumado com presidentes que seguiram protocolos desde o dia da posse até o término do mandato imposto pela república, se surpreende a 11 meses com a postura do presidente Jair Messias Bolsonaro. Além da falta de postura imposta a um presidente, o que mais impressiona parte da nação é ver o oposto do que deveria ser o comportamento de um militar do exército sem a menor noção do que é ser disciplinado, de não seguir as regras impostas e seguidas por milhares de militares respeitando a hierarquia que poderia ser obedecida até mesmo por uma criança com poucos anos de vida, se assim fosse orientada.

Ex-governador rouba cena no evento

O ex-governador Cássio Cunha Lima e a sua entrada triunfal causaram mais impacto do que a chegada de Bolsonaro, mesmo sem ter noção de como seria recebido e atrasado para a ocasião, Cássio foi ovacionado por populares em sua terra natal.
O presidente acompanhou o ritmo dos gritos e aplausos direcionados ao ex-governador e acrescentou no discurso, às boas vindas em ritmo de campanha, tecendo elogios e enaltecendo o nome de Cássio: “teve um que chegou na hora certa, é um cabra chamado Cássio Cunha Lima, ele chegou modestamente e queria ficar na segunda fileira, eu falei não, fica na primeira fileira, se não tiver vaga, fica na minha cadeira, a maneira com que ele foi recebido por vocês, me desculpe, ele não é mais patrimônio de Campina Grande, não é mais patrimônio da Paraíba nem do nordeste, ele é patrimônio do Brasil.” Assim foi a visita do Presidente Jair Bolsonaro a Campina Grande, que inaugurou uma obra iniciada no governo Dilma, teve andamento no governo Temer e foi concluída em seu governo.


Até mesmo o ex-governador Cássio (que com certeza terá mais esta estória para contar para seus netos), deve estar surpreso com o comportamento ingênuo do presidente Jair ao recebê-lo, já que estar acostumado com tantos protocolos cumpridos durante solenidades frequentadas por ele.

A verdade é que Cássio roubou a cena, e tomou conta da solenidade de um presidente, sendo ali reconhecido pelos seus feitos na terra onde tem suas raízes.


Por Nena Martins

novembro 10, 2019

ALPB autoriza projeto de lei que estabelece 30 dias para realização de exames em pacientes com câncer


A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) rejeitou por unanimidade, durante a sessão ordinária desta quarta-feira (6), o veto ao Projeto de Lei 950/2019, de autoria do deputado estadual Wilson Filho (PTB), que estabelece 30 dias como o prazo máximo para a realização de exames em pacientes com câncer no Estado.

“A Saúde Pública precisa dar resposta rápida para quem sofre com o câncer. Quem conhece esta enfermidade e teve a infelicidade de ter sofrido ou acompanhado o sofrimento de algum ente querido sabe da importância do fator tempo na busca pela cura. Quanto mais cedo se tem os diagnósticos corretos, mais chances de sobrevivência têm os pacientes", comemorou.

Os deputados seguiram os pareceres da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e da Comissão de Saúde, que recomendaram a rejeição do veto motivado pela equipe do Executivo julgar a matéria inconstitucional e contrária ao interesse público.

“Eu respeito os argumentos da equipe do governo, porém discordo. É notória a importância deste projeto de lei pelos argumentos que já mencionei. Portanto, o interesse público é o fator que foi mais levado em consideração na idealização do projeto. De acordo com estimativa do INCA para este ano, cerca de 5 mil pessoas receberão o diagnóstico do câncer. É uma parcela importante da sociedade que será diretamente beneficiada”, explicou.

Projeto de Lei

O PL estabelece o prazo máximo de 30 para a realização de exames em pessoas com câncer na rede do Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado da Paraíba e estabelece o próprio cidadão como fiscalizador deste cumprimento, podendo o mesmo acionar a Defensoria Pública do Estado para ingressar com um mandado de segurança ou outros mecanismos jurídicos para garantir-lhe o seu direito.

Presidente Jair Bolsonaro entregará nesta segunda conjunto Aluisio Campos em Campina Grande

Em solenidade que contará com   presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, e alguns ministros, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, estará entregando na manhã desta segunda-feira, 11,  aos mutuários contemplados, o Conjunto Habitacional Aluízio Campos, no bairro do Ligeiro.
Trata-se de um dos maiores núcleos habitacionais do Nordeste, com 4.100 unidades, entre casas e apartamentos,   e que já nasce com população superior a 180 municípios paraibanos.
O investimento inicial tem a participação da União, com recursos da ordem de 300 R$ milhões, com a contrapartida da Prefeitura Municipal de Campina Grande, com mais R$ 30 milhões e toda infraestrutura, oferecendo condições dignas aos seus a milhares de famílias que ali passarão a residir.
A entrega do Conjunto Aluízio Campos teve a data de sua entrega adiada algumas vezes, em função de se buscar compatibilizar as agendas entre as autoridades municipais e federais. Além e grande avanço no combate ao déficit habitacional em Campina Grande, a entrega do núcleo revitaliza aquela área da cidade, visto em que em seu entorno muitas atividades estão projetada, além da extensão das linhas de transportes urbanos. 
Secretarias levam serviços e assistência ao novo conjunto
O Conjunto Aluízio Campos receberá diversos serviços da Prefeitura já existentes em outros locais. A Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Campina Grande já anunciou que   prestará os seus serviços à população través Centro de Referência de Assistência Social – CRAS.Além das atividades do CRAS, o “Aluízio Campos” contará também com o Programa Criança Feliz, que o acompanhamento em domicílio de crianças de 0 a 3 anos, e de 0 a 6 anos (com deficiência) e a gestante. Outros serviços também serão oferecidos.
Já a Secretária de Serviços Urbanos se prepara para um serviço de limpeza eficiente no conjunto, garante o secretário da pasta, Geraldo Nobre, adiantando que a Sesuma desenvolveu um projeto específico para o local. Ele explica:
– Depois de visitarmos todas as ruas, foi necessário desenvolver um projeto específico, por se tratar de um conjunto com 4.100 casas e apartamentos, considerada uma cidade de porte médio  mais de 70 ruas e avenidas”, explicou, e era necessário fazer algo diferente”.
Ele revela ainda que todas estas ações da Sesuma estão sendo levadas ao conhecimento dos futuros moradores através de reuniões,  mostrando  a necessidade de que haja por parte deles uma conscientização para que juntos, mutuários e poder público, tenhamos um serviço de qualidade e eficiente.
O Complexo Residencial Aluízio Campos contará com a atuação, também, intensiva do Programa Recicla Campina, gerenciado pela Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma). Lançado este ano pelo prefeito Romero Rodrigues, o programa já realiza uma grande mobilização na cidade na área de educação ambiental. O governo municipal promove a conscientização sobre a importância e a participação da comunidade quanto à reciclagem de resíduos sólidos e rejeitos.
 MEIO AMBIENTE
Outra iniciativa pensada por parte da Prefeitura foi a parte de arborização de todo o Complexo, que além de ganhar um Jardim Botânico, está sendo beneficiado com a plantação de centenas de mudas.
“ Há dois anos implantamos o projeto Minha Àrvore,  em toda sua extensão e este trabalho está sendo intensificado pela equipe da Dra. Denise Sena, coordenadora do Meio Ambiente. “ O Aluísio Campos será um modelo  em termos ambientais com estas nossas iniciativas  e certamente teremos todo  apoio da população”, garantiu o prefeito Romero Rodrigues.
Infraestrutura e transporte
Ainda como parte da infraestrutura do novo conjunto habitacional da cidade, que já contam com vias de acesso devidamente prontas, o bairro terá duas linhas de coletivos para atender demanda, além de uma adutora construída pela Prefeitura  e estações elevatórias para a coleta de esgotos, a um custo de R$ 12 milhões.
O Núcleo também contará com creches, quadras de esportes, PSFs, áreas de eventos e uma gama de equipamentos sociais melhorando a qualidade de vida da população.
Escolha das mutuários pioneira no processo de transparência
Ao contrário e práticas passadas, quando, não raro, a distribuição de unidades era rateadas entre políticos para posterior distribuição aos seus amigos e eleitores, a escolha dos moradores do Aluízio Campos implantou um padrão e moralidade no processos.
A com toda transparência possível, o sorteio dos futuros mutuários foi feito no Parque do Povo, com acompanhamento de representantes do Banco do Brasil, órgão financiador,Ministério Publico e a Imprensa de um modo geral.

Após presidir audiência itinerante para debater LOA 2020 em CG, Wilson Filho comandou trabalhos em Sousa nesta sexta-feira


Após comandar a primeira Audiência Pública para debater a Lei Orçamentária Anual (LOA) e o Plano Plurianual (PPA) do Estado da Paraíba fora de João Pessoa, o deputado Wilson Filho (PTB), presidente da Comissão de Orçamento, Fiscalização, Tributação e Transparência, presidiu Audiência nesta sexta-feira (7) a partir das 10h no município de Sousa, contemplando o Sertão paraibano.
O evento aconteceu na Câmara de Vereadores da cidade.

“O orçamento é a peça mais importante do ano inteiro. A gente está debatendo aquilo que vai se projetar para 2020. Os 12 meses serão pautados por isso que está sendo debatido agora. Vamos saber se o estado vai apresentar mais recursos para a saúde, a educação, a segurança e isso é o orçamento que vai dizer”, destacou Wilson Filho.

Nessa quinta, a primeira Audiência Pública para discutir o orçamento do Estado em 2020 na Câmara Municipal de Campina Grande. A audiência contou com a presença do secretário estadual de Planejamento, Orçamento e Gestão, Gilmar Martins de Carvalho; o vereador de Campina Grande, Bruno Faustino (PSB), coautor do requerimento para a realização da Audiência Pública, para secretariar os trabalhos; e o deputado estadual Moacir Rodrigues (PSL) para compor a mesa. Vários deputados e vereadores da região estiveram na ocasião.

A ideia da realização das audiências públicas itinerantes, segundo ele, é fazer com que as pessoas e representantes de entidades não precisem se deslocar para a capital para participar das discussões sobre o orçamento. Além dos debates itinerantes, com a última ocorrendo em João Pessoa, na próxima quinta-feira (14), haverá audiência temáticas, seguindo o seguinte calendário: no dia 12, segurança; dia 19, saúde e ação social; dia 20, educação, ciência e tecnologia, cultura e esporte; dia 26, infraestrutura e desenvolvimento econômico. Todas com a presença de auxiliares do governo nas suas áreas respectivas.

“Dessa forma a gente consegue, também, convidar a entidades, construir o orçamento a várias mãos. A peça orçamentária advinda do Governo do Estado está muito bem redigida. Está projetando aumentos os investimentos em saúde, educação e segurança, de forma gradativa, tudo sob o acompanhamento do parlamento estadual”, finalizou.

outubro 21, 2019

Adriano Galdino recebe título de cidadão pessoense e Medalha Epitácio Pessoa


O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, recebeu, nesta segunda-feira (21), o título de cidadão pessoense e a Medalha Epitácio Pessoa, durante sessão solene realizada em conjunto pela ALPB e a Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), no plenário José Mariz. A solenidade, prestigiada por diversos deputados, familiares e representantes de Poderes públicos do Estado, teve o objetivo de reconhecer os relevantes serviços prestados por Adriano a João Pessoa e a Paraíba na condução da Casa de Epitácio Pessoa.  De acordo com o deputado, que também fez aniversário no dia de hoje, a homenagem representa um marco na sua trajetória de vida. “Com muita alegria, eu tive um vida de superação, de luta, de afirmação e determinação. Sair de onde eu saí, passar pelas coisas que eu passei para chegar onde estou hoje, não foi fácil. Mas, com fé em Deus, com a ajuda da minha família e meus amigos, consegui vencer as dificuldades e empecilhos. Portanto, estou muito feliz em estar hoje presidente da Assembleia, buscando dar minha contribuição para uma Paraíba melhor e mais justa para todos”, afirmou.
O deputado Ricardo Barbosa, autor da propositura que outorgou a Medalha Epitácio Pessoa – a mais alta honraria da Casa – ao deputado Adriano Galdino, fez um relato da vida profissional e política do homenageado. “Creio que ninguém, em tempo nenhum, conseguiu, como Adriano, ser três vezes presidente deste Poder. Mas, o que diferencia mesmo, é o seu valor pessoal, a sua honradez, a sua capacidade de transpor obstáculos e de superar as adversidades. Torço e acredito que a sua bela história não termine aqui. Ela se alargará além tempo. E as conquistas e materializações do porvir serão contadas por muitas vozes e por muitas tintas”, destacou.
O vereador de João Pessoa, Valdir Dowsley (Dinho), que propôs a cidadania pessoense ao presidente da ALPB, ressaltou em seu discurso que não poderia deixar de reconhecer a incansável luta do deputado. “Adriano Galdino sempre atendeu aos anseios dos pessoenses pelos interesses e desenvolvimento de nossa capital. É por esse e outros motivos que entrego, com muita honra, o título de cidadão pessoense, aprovado por todos os nossos pares, a esta pessoa do bem”, afirmou.


Para o presidente em exercício do Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB), Nominando Diniz, as homenagens a Adriano Galdino são decorrentes do fruto do trabalho que ele vem exercendo no seu mandato e, especialmente, à frente do Poder Legislativo Estadual. “Nada acontece por acaso. Tudo tem uma razão de ser. E o presidente Adriano tem demonstrado ser um líder que aglutina e, obviamente, a Assembleia Legislativa lhe renda as suas homenagens, não só em palavras, mas através da comenda de maior importância que tem o estado da Paraíba”, pontuou. O secretário de Articulação Política do Estado, o deputado licenciado João Gonçalves, disse que as homenagens a Adriano Galdino são extremamente merecidas. “Trata-se de um homem que, acima de tudo, construiu sua liderança, chegando aos dias de hoje como expoente da política paraibana. É por isso que todos nós estamos aqui para abraçá-lo, para reconhecê-lo, para dar chancela e, acima de tudo, desejar muita paz e muita saúde”, disse.


 O deputado Bosco Carneiro, que falou em nome dos demais parlamentares, destacou que Adriano Galdino recebe uma homenagem por toda a sua trajetória política, especialmente pelo sua postura à frente do Poder Legislativo Estadual. “É o reconhecimento desta Casa um cidadão, a um pai de família, a um homem público, a um presidente que na verdade eleva o Poder Legislativo da Paraíba e consegue, graças a Deus, com sua humildade, com a sua determinação fortalecer este poder e também ser um colaborador, um protagonista da harmonia entre os poderes”, enfatizou. Já o irmão do homenageado, Murilo Galdino, reiterou o caráter fraterno de Adriano. “Não é só um irmão, é um pai. Nós somos uma família de oito irmãos, ele é o segundo mais velho, eu sou o mais novo, e minha relação com Adriano sempre foi de irmandade, pelo papel de pai que ele sempre exerceu na nossa família. É um irmão atencioso, carinhoso, um irmão que gosta e se importa com a vida de todos os outros irmãos e tenta ajudar da melhor maneira possível. Adriano mudou a realidade da nossa família”, concluiu.
Também participaram da solenidade os deputados Anderson Monteiro, Branco Mendes, Cabo Gilberto Silva, Caio Roberto, Camila Toscano, Chió, Cida Ramos, Edmílson Soares, Felipe Leitão, Hervázio Bezerra, Júnior Araújo, Jutay Menezes, Lindolfo Pires, Manoel Ludgério, Moacir Rodrigues, Nabor Wanderley, Pollyanna Dutra, Raniery Paulino, Tião Gomes, Tovar Correia Lima, Trócolli Júnior e Wilson Filho; a presidente da Associação Promocional do Poder Legislativo, Eliane Galdino; o presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), desembargador Márcio Murilo; o desembargador Joás de Brito; o procurador-geral de Justiça da Paraíba, Seráphico Nóbrega; o defensor público-geral da Paraíba, Ricardo Barros; o presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), George Coelho; além de diversos prefeitos, vereadores e lideranças políticas de todo o Estado.


Perfil

 Adriano Cezar Galdino de Araújo nasceu em Campina Grande, é formado em Engenharia Civil e direito. Foi vereador por dois mandatos e prefeito por três, do município de Pocinhos. Galdino tornou-se deputado estadual em 2010. Está no terceiro mandato na Assembleia Legislativa da Paraíba. Foi eleito presidente do parlamento paraibano de 2015 a 2016. Atualmente, está novamente como presidente da Casa Epitácio Pessoa para o 1º e 2º biênios (2019-2020 e 2021-2022) da 19ª Legislatura. Adriano também já ocupou os cargos de secretário de Interiorização da Paraíba e chefe da Casa Civil do Estado, além de governador interino. Ele é casado e pai de três filhas.

Créditos: Portal da Assembléia Legislativa da Paraíba


Wilson Filho parabeniza Adriano Galdino por cidadania pessoense e medalha Epitácio Pessoa: “mais do que merecidas”

O deputado estadual Wilson Filho (PTB), líder do Blocão na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), parabeniza o presidente da Casa Epitácio Pessoa, Adriano Galdino (PSB), por receber as honrarias de título de cidadão pessoense e a medalha Epitácio Pessoa. A solenidade ocorre na tarde desta segunda-feira (21), na ALPB, em sessão conjunta com a Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP).

“Agora oficialmente posso dizer que Adriano é meu conterrâneo aqui em João Pessoa, cidade onde eu nasci e hoje tenho o grande privilégio de morar e trabalhar. As suas ações como deputado estadual e como presidente da Assembleia não deixam dúvidas de que são honrarias mais do que merecidas. Ele está no rol dos melhores presidentes que a Assembleia já teve, impactando positivamente a Capital e todo o Estado com suas leis e ações”, afirmou.

A Medalha Epitácio Pessoa, que será entregue a Adriano Galdino através da propositura de autoria do deputado Ricardo Barbosa, é a mais alta honraria da Assembleia Legislativa. A entrega do título de cidadania, que foi aprovado pela Câmara de Vereadores da Capital, tem como propositor o vereador Dinho. Os parlamentares justificaram as homenagens destacando os relevantes serviços prestados a João Pessoa e ao estado pelo presidente da ALPB.

Sobre Adriano Galdino

Adriano Cezar Galdino de Araújo nasceu em Campina Grande, é formado em Engenharia Civil e direito. Foi vereador por dois mandatos e prefeito por três, do município de Pocinhos. Galdino tornou-se deputado estadual em 2010. Está no terceiro mandato na Assembleia Legislativa da Paraíba. Foi eleito presidente do parlamento paraibano de 2015 a 2016. Atualmente, está novamente como presidente da Casa Epitácio Pessoa para o 1º e 2º biênios (2019-2020 e 2021-2022) da 19ª Legislatura. Adriano também já ocupou os cargos de secretário de Interiorização da Paraíba e chefe da Casa Civil do Estado, além de governador interino. Ele é casado e pai de três filhas.

CRC-PB realizará a VII Convenção Paraibana de Contabilidade


O Conselho Regional de Contabilidade da Paraíba através de sua presidente Vilma Pereira de Souza e demais conselheiros, realizará a  ‘VII CONVENÇÃO PARAIBANA DE CONTABILIDADE’

O evento mais esperado do ano por contadores e estudantes de Contabilidade acontecerá de 24 a 26 de Outubro no auditório Ariano Suassuna do Tribunal de Contas do Estado. A VII Convenção contará com a presença de palestrantes renomados que ministrarão palestras e Talk Shows.

Durante o evento será realizado  também o ‘XI Encontro da Mulher Contabilista’, na ocasião serão abordados temas relevantes para a  classe contábil.

A última convenção paraibana de contabilidade foi realizada em 2017 pelo ex-presidente do Conselho Regional de Contabilidade Garibaldi Dantas Filho.

Os participantes do evento receberão certificados com 18 horas de pontuação do programa de educação profissional continuada.

Programação

A abertura da VII CONVENÇÃO PARAIBANA DE CONTABILIDADE acontecerá dia 24. Das 8hs às 12hs será realizado o credenciamento, e as 14hs será realizada a abertura oficial que contará com a presença de contadores, estudantes e demais autoridades.

O evento encerrará no dia 26 as 18hs.

Maiores informações no portal https://www.convencaopb.com/

outubro 19, 2019

NESTE SÁBADO: Wilson Filho visita Hospital Regional de Sousa para verificar avanços conquistados com recursos do seu mandato.



Em emendas repassadas durante o seu mandato como deputado federal, foram permitidas a entrega de foco cirúrgico, nove monitores multiparâmetros, dez camas fawlers, um cardioversor, um eletrocardiograma e um bisturi.
O deputado estadual Wilson Filho (PTB) visita neste sábado (19) o Hospital Regional de Sousa, no Sertão paraibano. A visita técnica do deputado à instituição, que faz parte de um cronograma de visitas do parlamentar a hospitais da Paraíba, objetiva verificar in loco os avanços que foram feitos no hospital a partir das emendas destinadas por ele.
“É um equipamento muito importante para o Sertão paraibano. Apenas no primeiro semestre deste ano foram 37 mil atendimentos, servindo 42 municípios e 117 mil habitantes da região de Sousa. Iremos verificar as melhorias que foram conseguidas com recursos do nosso mandato e entender, junto à diretora Apolliana Ferreira, o que ainda é preciso ser feito para ajudar ainda mais a Saúde do povo paraibano”, ressaltou. Em emendas repassadas durante o seu mandato como deputado federal, foram permitidas a entrega de foco cirúrgico, nove monitores multiparâmetros, dez camas fawlers, um cardioversor, um eletrocardiograma e um bisturi. Estão em andamento a entrega de dois aparelhos de anestesia, quatro ventiladores pulmonares, um ultrassom, um arco cirúrgico, dois aspiradores cirúrgicos, uma cama PPP, um berço aquecido e 50 novos colchões.
Ao todo, os investimentos superam os R$ 1 milhão e 560 mil.

FONTE: Repórter PB