novembro 11, 2018

Jornalistas são presenteados com livro “Relatos de Repórter” durante posse da nova diretoria da API.


Mais de 60 exemplares do livro “Relatos de um Repórter”, do jornalista Josélio Carneiro, foram distribuídos pelo autor com as pessoas presentes ao lançamento da obra ocorrido no auditório da OAB-PB, na noite desta sexta-feira (9) durante a posse da Diretoria da Associação Paraibana de Imprensa – API. “Este livro escrevi para meus familiares e meus amigos e colegas da imprensa, profissionais com quem trabalhei na Rádio Tabajara, Secom-PB, jornal A União e Assembleia Legislativa a Paraíba”. Não é um manual de redação, apenas relatos sobre meus 30 anos de jornalismo”, revela Josélio Carneiro, que agradeceu o apoio da API ao projeto do livro. A jornalista e pesquisadora Thamara Duarte assina a Apresentação e Nakamura Black o prefácio. Naudimilson Ricarte é o autor da arte da capa e a diagramação. Livro foi impresso na Editora A União. Não será vendido. É uma produção da JCA Edições. O autor agradeceu ao presidente da API, jornalista João Pinto pelo apoio cultural no lançamento do livro.

Ao iniciar a apresentação de seus cinco livros Josélio Carneiro prestou homenagem à memória de jornalistas e radialistas que partiram para a outra dimensão da vida nos últimos dois anos: Goretti Zenaide, Nelma Figueiredo, Biu Ramos, Nelson Coelho, Lourdinha Luna, Ivan Bezerra, Moisés Stuart e Airton José, o Bolinha. “Lamento ter esquecido naquele momento os nomes de Bernardo Filho e de Fernando Sapé Rodrigues, dois grandes radialistas e jornalistas que também faleceram. Fica aqui esse registro com pedidos de desculpas”, destaca Josélio.

 Josélio também publicou os livros Tabajara a Rádio da Paraíba (2002); Paraíba Governos em Cena (2016); Rádio Tabajara Patrimônio Cultural da Paraíba (2017) e A União – Escola de Jornalismo (2018).

Os secretários de Estado Luis Tôrres  (Comunicação) e Sérgio Fonseca (Administração Penitenciária), prestigiaram o evento.

Na solenidade de posse para o triênio 2018-2021, o presidente reeleito João Pinto afirmou:  ” Sou agora o presidente de todos e faço aqui a convocação que nos unamos para uma API Unida, Sempre, forte e representativa de todos os profissionais de imprensa da Paraíba”. A jornalista Sony Lacerda é a vice-presidente mas está em viagem, não compareceu. O jornalista, escritor e professor Gilson Souto Maior foi o mestre de cerimônia. O poeta cantador Oliveira de Panelas encantou com sua arte do improviso.




Créditos
Escritores Paraibanos

João Pinto e nova diretoria da API tomam posse para o triênio 2018/2021. Vitorioso em eleição realizada no dia 10 de setembro último, quando derrotou a professora Sandra Moura, da Universidade Federal da Paraíba, 409 votos contra apenas 19.

Vitorioso em eleição realizada no dia 10 de setembro último, quando derrotou a professora Sandra Moura, da Universidade Federal da Paraíba, 409 votos contra apenas 19 , o jornalista João Pinto foi empossado na noite desta sexta-feira (10), na presidência da Associação Paraibana de Imprensa para o triênio 2018/2011. ” Sou agora o presidente de todos e faço aqui a convocação que nos unamos para uma API Unida, Sempre, forte e representativa de todos os profissionais de imprensa da Paraíba”, conclamou Pinto, no ato de posse, realizada no auditório da Ordem dos Advogados da Paraíba, em João Pessoa.
A solenidade foi prestigiada por profissionais de imprensa da Capital e representações de cidades do interior do Estado, autoridades e convidados. Durante o evento de posse da nova diretoria da API foi realizado o lançamento do livro “Relatos de um Repórter”, do jornalista Josélio Carneiro.
Ao final servido um coquetel com direito a Whisky, refrigerantes, salgadinhos espumantes e uma apresentação especial do poeta e repentista Oliveiras de Panelas. Foi uma grande festa, que serviu de confraternização dos vencedores.
O signatário do blog, jornalista Marcos Wéric, foi empossado na condição de diretor de Comunicação Social.

Confira os integrantes da chapa “API Sempre Unida:

JOÃO PINTO – Presidente

SONY LACERDA – Vice-Presidente

CRISTIANO MACHADO – Secretário Geral

EDMILSON PEREIRA – Tesoureiro

DIRETORIAS

MESSINA PALMEIRA – Diretor Social

CARLOS ARANHA – Diretor de Cultura

JOANILDO MENDES – Diretor de Assuntos Políticos

MARCUS WERIC – Diretor de Comunicação Social

SUPLENTES DE DIRETORIA

01 – JOELMA ALVES

02 – VANDERLAN FARIAS

03 – GIL FIGUEIREDO

DIRETORIA DE BASE

CAMPINA GRANDE – ASTROGILDO PEREIRA

SOUSA – LEVI DANTAS

CAJAZEIRAS – PETSON SANTOS

CONSELHO DELIBERATIVO

1- ANTONIO COSTA

2- NENA MARTINS

3- PADRE ALBENI

4- DAMIÃO LUCENA

5- JOSÉ EUFLAVIO

6- NALDO SILVA

7- GEOVALDO CARVALHO

8- MANELITO FREIRE

9- CLEANE COSTA

CONSELHO FISCAL

1 – JACKSON BANDEIRA

2 – ANTÔNIO VICENTE FILHO

3 – FERNANDO BRAZ

SUPLENTES

1 – DJANE BARROS

2 – JOSÉ VALDEZ

3- TERESA DUARTE



do Paraiba Noticia

Administração Penitenciária da PB ganha Troféu Augusto Cury por inclusão de reeducandos


A Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) conquistou o Prêmio Unifuturo da Educação – Troféu Augusto Cury, na categoria Responsabilidade Social e Construção da Cidadania, como reconhecimento pelas ações, programas e projetos para a inclusão social dos reeducandos, assistência às famílias, assim como pela implantação de iniciativas estratégicas com vistas à criação de oportunidades na educação e no trabalho para os reeducandos, por meio do programa “Cidadania é Liberdade”.

A premiação foi entregue ao secretário Sérgio Fonseca de Souza neste sábado (10), durante encerramento do I Congresso Internacional de Mediação, Conciliação e Arbitragem – o Intereducation 2018, que aconteceu no Garden Hotel, em Campina Grande.
“É com muita honra que informo que a Secretaria de Administração Penitenciária do Estado da Paraíba, acaba de receber o prêmio Unifuturo da Educação Troféu Augusto Cury, na categoria Responsabilidade Social e construção da Cidadania”, comemorou o secretário Sérgio Fonseca, que recebeu o troféu das mãos do próprio Augusto Cury, e do reitor da Faculdade Unifuturo, Ricardo Monteiro.



Créditos ParlamentoPB

Câmara dos Deputados.

Comissão elege as cinco agraciadas com o Diploma Mulher-Cidadã 2018

Prêmio foi criado em 2003 para homenagear mulheres que tenham contribuído para o pleno exercício da cidadania, na defesa dos direitos da mulher e em questões do gênero
A Comissão de Defesa de Direitos da Mulher elegeu nessa quarta-feira (7) as cinco personalidades que serão agraciadas com o Diploma Mulher-Cidadã Carlota Pereira de Queirós 2018, que homenageia mulheres que tenham contribuído para o pleno exercício da cidadania, na defesa dos direitos da mulher e em questões do gênero no Brasil. Prêmio foi criado pela Resolução nº 3, de 2003.
Veja as cinco mulheres eleitas em ordem alfabética:
1. Alzira Soriano Teixeira (in memoriam): Foi a primeira prefeita eleita no Brasil e na América Latina. Tomou posse na prefeitura de Lajes (SC) em 1º de janeiro de 1929.
2. Ana Cristina Ferro Blasi: Foi juíza do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina e responsável pela campanha “Mulheres na política, elas podem, o Brasil precisa”.
3. Marielle Franco (in memoriam): Socióloga, feminista e defensora dos direitos humanos, foi eleita vereadora na cidade do Rio de Janeiro em 2016, cargo que exerceu até março de 2018, quando foi assassinada.
4. Mônica Spada e Sousa: É diretora-executiva da Maurício de Sousa Produções, lançou o projeto “Donas da Rua” em 2016, em parceria com a ONU Mulheres, para estimular o empoderamento e a igualdade de oportunidades.
5. Renata Gil de Alcântara Videira: Juíza responsável pela organização do prêmio “Amaerj (Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro) Patrícia Acioli de Direitos Humanos”, que já premiou diversas ações relativas aos direitos da mulher e questões de gênero
A cerimônia de outorga do prêmio será realizada no dia 29 de novembro, às 9h, no Plenário Ulysses Guimarães, em sessão solene da Câmara dos Deputados. As demais indicadas receberão, posteriormente, certificado de indicação ao prêmio.
Primeira deputada federal
Carlota Pereira de Queirós (1892-1982) nasceu na cidade de São Paulo. Médica, escritora, e pedagoga, foi a primeira mulher brasileira a votar e ser eleita deputada federal. Entre 1934 e 1935, participou dos trabalhos na Assembleia Nacional Constituinte.
Foi eleita à Câmara dos Deputados pelo estado de São Paulo em 1934. Durante o mandato, dedicou-se a ações educacionais que contemplassem melhor o tratamento às mulheres e às crianças. Ocupou o cargo até o golpe de 1937, quando Getúlio Vargas fechou o Congresso.
Agência Câmara Noticias

    Câmara dos Deputados

    Plenário pode votar MP que facilita privatização de empresas públicas de saneamento básico

    Pauta da semana também inclui, entre outros itens, o projeto que atualiza a legislação de micro e pequenas empresas e a medida provisória de socorro às santas casas
    Luis Macedo/Câmara dos Deputados
    Ordem do dia para discussão e votação de diversos projetos
    Deputados poderão votar a Medida Provisória 844/18, que reformula o marco legal do saneamento básico no Brasil
    O Plenário da Câmara dos Deputados poderá votar, a partir desta segunda-feira (12), a Medida Provisória 844/18, que facilita a privatização de empresas públicas de saneamento básico, estimula a competitividade no setor e obriga o pagamento de tarifas mesmo sem conexão ao serviço de água e esgoto.
    A MP foi aprovada na comissão mista no último dia 31 de outubro e muda regra da lei de consórcios públicos (11.107/05) para permitir que continue vigente o contrato entre a empresa pública de saneamento a ser privatizada e os municípios para os quais presta serviços no âmbito do consórcio formado entre eles. Antes da MP, esse contrato teria de ser extinto.
    Uma das novidades no relatório do senador Valdir Raupp (MDB-RO) é a dispensa de licenciamento ambiental para unidades de tratamento de esgoto sanitário com vazão média de até 100 litros por segundo e unidades de tratamento de água com capacidade até 200 litros por segundo.
    O relatório também aumenta as finalidades para as quais podem ser usados recursos do fundo federal para parcerias público-privadas, retirando a reserva de 40% desses recursos para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste e permitindo seu uso para execução de obras. Atualmente, o fundo financia apenas os projetos de PPP.
    Um compromisso do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, com a oposição prevê o começo da análise da MP nesta segunda-feira apenas quando for atingido o quórum de deliberações (257 deputados).
    Santas casas
    O segundo item da pauta é a MP 848/18, que prevê uma linha de financiamento para as santas casas e os hospitais filantrópicos com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os deputados precisam votar os destaques apresentados à matéria.
    Um primeiro destaque já aprovado incluiu as entidades assistenciais para pessoas com deficiência entre as beneficiadas com a nova linha de crédito. Segundo o texto, 5% do programa anual de aplicações do fundo serão destinados a essa linha (cerca de R$ 4 bilhões em 2018).
    Simples Nacional
    Entre as outras propostas pautadas, destaca-se o Projeto de Lei Complementar (PLP) 420/14, que muda várias regras do Simples Nacional (Supersimples), regime de tributação específico para micro e pequenas empresas.
    De acordo com o substitutivo do deputado Otavio Leite (PSDB-RJ), as empresas e o microempreendedor individual (MEI) terão direito à devolução ou ao crédito de valores correspondentes à substituição tributária do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).
    A substituição tributária obriga as empresas a pagar antecipadamente a alíquota cheia do ICMS, em vez de recolhê-lo ao longo da cadeia. Isso faz com que pequenas empresas comprem produtos com o ICMS embutido no preço e paguem o imposto antes mesmo de vender ou usar a mercadoria, diminuindo sua competitividade em relação a outras empresas não optantes do Simples.
    Vetos
    Em sessão conjunta do Congresso Nacional, marcada para as 15 horas de terça-feira (13), os parlamentares poderão votar nove vetos. Entre eles, o veto total ao Projeto de Lei Complementar (PLP) 500/18, do deputado Jorginho Mello (PR-SC), que permitia o retorno ao Simples Nacional das empresas desligadas desse regime especial de tributação por falta de pagamento de tributos posteriormente renegociados.
    Outro veto pautado retirou vários itens do Projeto de Lei 4060/12, que disciplina o tratamento de dados pessoais. O tratamento de dados pessoais é o cruzamento de dados e informações de uma pessoa específica ou de um grupo para direcionar decisões comerciais (perfil de consumo do titular para fins de marketing ou divulgação de ofertas de bens ou serviços), políticas públicas ou atuação de órgão público.
    Podem ser tratados todos e quaisquer dados, como nome, endereço, e-mail, idade, estado civil e situação patrimonial, obtidos em qualquer tipo de suporte (papel, eletrônico, informático, som e imagem, etc.).

    ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

    Reportagem – Eduardo Piovesan
    Edição – Pierre Triboli
    Agencia Câmara Noticias

    CRCPB realizou o II Fórum Paraibano de Perícia Contábil.

    CRCPB realizou o II Fórum Paraibano de Perícia Contábil.



    O CRCPB- Conselho Regional de Contabilidade da paraíba que tem como presidente Vilma Pereira de Souza, realizou nos dias 07,08 e 09 de novembro, o II Fórum Paraibano de Perícia Contábil. O evento contou com a presença de 10 palestrantes renomados.
    O palestrante Dr. Eduardo José de Carvalho Soares, Juiz de Direito do Tribunal de Justiça da Paraíba proferiu a palestra “A perícia sob a visão do magistrado”.
    O ex-presidente do CRCPB, contador das esferas trabalhistas Federal e Estadual e Conselheiro Federal Garibaldi Dantas Filho, abordou o tema “Perícia Tributaria com enfoque no ICMS.
    A palestra do paulista Paulo Cordeiro de Mello foi sobre “Desafios da Especialização Profissional em Perícia Contábil”. Paulo é Contador e pós-graduado em avaliações em perícias contábeis, na oportunidade lançou os livros Perícia Contábil, A Perícia no novo Código de Processo Civil e o livro Perícia Financeira. O professor Remo Dalla Zanna, mestre em administração de negócios, contador, economista e especialista em administração empresarial falou sobre “Perícia Contábil em Conta Corrente Garantida (Cheque Especial).
    O secretário chefe da CGE e auditor fiscal do estado da Paraíba, o contador Gilmar Martins de Carvalho Santiago proferiu a palestra “Perícia Contábil na Administração Pública”.A palestrante mineira Lilian Prado Caldeira, falou sobre “Atualização Monetária dos Débitos Judiciais em Perícias Cíveis, Federais e Trabalhistas”. Lilian é perita judicial, sócia da consulper consultoria e perícia.
    Wilson Alberto Zappa Hoog realizou palestra com o tema “Apuração de Haveres”, o palestrante é bacharel em ciências contábeis, membro da associação científica internacional neopatrimonialista e escritor. Na ocasião lançou os livros, Teoria Geral do Fundo de Comércio, Contabilidade de Custos, Análise de Balanço, Wilson Zappa é autor do Manual de Contabilidade e tem ainda em torno de 43 livros escritos na área de perícia contábil.
    A palestrante e contadora Silvia Mara falou sobre “Aplicações Práticas na atuação Pericial para Elaboração do Laudo Pericial com qualidade”, Silvia é especialista em perícia contábil e investigação financeira”.
    Fábio Lira abordou o tema “Lei Anticorrupção e Compliance”, o palestrante é auditor independente, perito, delegado do Ibracon e professor da UFPB.
    O professor Antônio Carlos Morais falou sobre “Presença do Perito na Audiência de Instrução e Julgamento”, o palestrante é contador, advogado com mestrado em gestão na era do conhecimento e defesa sobre perícias. Durante a realização do fórum, Antônio Carlos lançou a primeira edição do livro o Perito e a Justiça.

    Os mediadores das palestras realizadas no Fórum foram:
    Solange Aparecida Petrenco, Eliedna de Sousa Barbosa, Geraldo Alves de Andrade, Pedro Alberto de Almeida Ruffo, Albeci Daniel de Assis Filho, Wellington Martins de Lima, Ricardo Wagner Barros de Oliveira, Júlio Cesar Lopes Serpa, Jucileide Ferreira Leitão, Joelmarx Silva de Oliveira Sobrinho.

    O II Fórum Paraibano de Perícia Contábil foi realizado no auditório da ASPLAN/PB com início na última quarta-feira (07) e foi encerrado nesta sexta-feira (09).
    A presidente do Conselho Regional de Contabilidade Vilma Pereira fez uma avaliação do evento. “Este é o segundo Fórum de contabilidade realizado pelo CRPB e correspondeu as expectativas, tivemos nestes três dias do fórum palestrantes conceituados no Brasil, com certeza aprendemos muito, estamos mais preparados depois de ouvir palestras com temas tão relevantes que servirá de base em nossa profissão, não apenas para contadores, mas, também em outras áreas, inclusive contamos com a presença de vários estudantes durante o evento; ano que vem será realizado a terceira edição do Fórum Contábil” conclui Vilma.

    Vilma ao final do evento agradeceu a todos os palestrantes, mediadores, participantes e colaboradores e anunciou a realização da terceira edição do Fórum Paraibano de Perícia Contábil com data a ser discutida em plenária pelos conselheiros.





    acesse o site  http://crcpb.org.br/
    CRCPB- Conselho Regional de Contabilidade da Paraíba.
    Assessoria











    Galeria de fotos do evento confira:


































    novembro 08, 2018

    Conselho Regional de Contabilidade da Paraíba realiza II Fórum Paraibano de Perícia Contábil,


    O CRCPB-Conselho Regional de Contabilidade da Paraíba deu início na tarde nesta quarta-feira(07), a programação do II Fórum Paraibano de Perícia Contábil, durante a solenidade de abertura a presidente do CRCPB Vilma Pereira deu as boas-vindas aos participantes, falou da importância do evento para contadores e demais profissionais ali presentes e  enalteceu a qualidade das palestras que serão proferidas por profissionais de renome nacional durante a realização do Fórum.
    O evento está sendo realizado no auditório da Asplan- Associação de Plantadores de Cana da Paraíba em João Pessoa.
    O II Fórum Paraibano de Perícia Contábil que teve início nesta quarta-feira encerrará na próxima sexta-feira(09), as 17hs.


    📲sigam a página do Conselho Regional de Contabilidade da Paraíba em nosso Instagram @crcpb

    outubro 28, 2018

    Jair Bolsonaro é eleito presidente e interrompe série de vitórias do PT



    Candidato do PSL derrotou o petista Fernando Haddad no segundo turno. Capitão reformado do Exército e deputado federal desde 1991, Bolsonaro se elegeu com promessas de reformas liberais na economia e um discurso conservador, contrário à corrupção, ao PT e ao próprio sistema político.
    Jair Messias Bolsonaro, do PSL, foi eleito presidente da República neste domingo (28) ao derrotar em segundo turno o petista Fernando Haddad, interrompendo um ciclo de vitórias do PT que vinha desde 2002.
    A vitória foi confirmada às 19h18, quando, com 94,44% das seções apuradas, Bolsonaro alcançou 55.205.640 votos (55,54% dos válidos) e não podia mais ser ultrapassado por Haddad, que naquele momento somava 44.193.523 (44,46%).
    Aos 63 anos, capitão reformado do Exército, deputado federal desde 1991 e dono de uma extensa lista de declarações polêmicas, Jair Bolsonaro materializou em votos o apoio que cultivou e ampliou a partir das redes sociais e em viagens pelo Brasil para obter o mandato de presidente de 2019 a 2022.
    Na campanha, por meio das redes sociais e do aplicativo de mensagens WhatsApp, apostou em um discurso conservador nos costumes, de aceno liberal na economia, de linha dura no combate à corrupção e à violência urbana e opositor do PT e da esquerda.
    Com isso, se tornou um fenômeno eleitoral ao vencer a corrida presidencial filiado a uma legenda sem alianças formais com grandes partidos, com pouco tempo na propaganda eleitoral de rádio e TV e distante das ruas na maior parte da campanha, em razão do atentado no qual sofreu uma facada que o perfurou no abdômen.
    Após quatro vitórias consecutivas do PT em eleições presidenciais (2002, 2006, 2010 e 2014), o novo presidente eleito se apresenta como um político de direita.
    Vitorioso na primeira vez em que se candidatou a presidente, Bolsonaro sucederá Michel Temer (MDB), vice de Dilma Rousseff (PT) que assumiu o governo em 2016 devido ao impeachment da petista.


    do G1


    Haddad vence na Paraíba com 65% dos votos; Bolsonaro ficou com 35,03%

    Foram quase 800 mil votos de maioria para o petista.

    O presidente eleito obteve uma maioria de 10 milhões de votos em todo o Brasil, sobre o segundo colocado. Na Paraíba, no entanto, o resultado não foi dos melhores para o capitão.
    De acordo com os dados do Tribunal Superior Eleitoral, na Paraíba Haddad teve 64,97% dos votos válidos, enquanto Jair Bolsonaro ficou com 35,03% dos votos.

    do paraibamaster

    Homem é preso após incendiar urna em Fortaleza O suspeito foi encaminhado para a sede da Polícia Federal, na capital cearense

    Foto: Kilvia Muniz
    Um homem foi preso no final da tarde deste domingo (28), suspeito de ter ateado fogo em uma urna eletrônica, no bairro Canindezinho, em Fortaleza. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), o homem levou uma substância inflamável para a cabine de votação.
    Ele foi detido por policiais militares que faziam a segurança no local de votação. O suspeito foi encaminhado para a sede da Polícia Federal na capital cearense.
    O TRE-CE informou que, apesar do equipamento ter sido danificado, o fogo não afetou o cartão de memória da urna e os votos computados serão contabilizados na apuração.
    A urna foi substituída e a votação continuou sem problemas até o término. Ninguém ficou ferido.


    do T5

    Candidatos à Presidência no 2º turno votam na manhã deste domingo

    Bolsonaro votou na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e Haddad, na Zona Sul de São Paulo. Candidatos a vice também votaram pela manhã.  Foto: Marcelo Fonseca/Estadão Conteúdo e Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

    Jair Bolsonaro (PSL) votou às 9h17 na Vila Militar, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Fernando Haddad (PT) compareceu à urna às 10h18 em Moema, Zona Sul de São Paulo.
    Bolsonaro votou na Escola Municipal Rosa da Fonseca, na Vila Militar, em Deodoro, na Zona Oeste do Rio. O capitão do exército estava acompanhado da mulher, Michele. Ele vestia um colete à prova de balas, segundo a assessoria do candidato informou ao G1.
    Dentro da seção eleitoral, questionado sobre qual era sua expectativa para o 2º turno, o candidato do PSL afirmou: "Pelo que eu vi nas ruas nos últimos meses, é vitória".
    O esquema de segurança na zona eleitoral da Vila Militar foi reforçado com grades e uma maior presença da Polícia do Exército. As polícias militar e federal também trabalharam na operação de segurança do candidato do PSL.
    Uma hora antes do início da votação, o local passou por uma varredura em busca de bombas ou outros explosivos. Cães e equipamentos foram usados na vistoria de segurança. Além disso, os eleitores que votam na escola Rosa da Fonseca tiveram que passar por uma barreira para revista por integrantes das Forças Armadas.
    Bolsonaro entrou na escola pela parte de trás, frustrando eleitores que o aguardavam na entrada da zona eleitoral. Após votar, ele tentou sair pela entrada principal da instituição de ensino e acenou para seus apoiadores, porém, a movimentação do candidato do PSL gerou um grande tumulto. Diante da confusão, ele foi obrigado a retornar para a área interna do colégio e sair pelos fundos com forte escolta policial.
    Ao deixar o local, Bolsonaro chegou a colocar parte do corpo para fora do carro e acenar, mas foi obrigado a voltar para dentro do carro.


    Em São Paulo, Haddad chegou ao colégio Brazilian International School, onde ele vota, acompanhado da mulher, Ana Estela. O candidato do PT deu entrevista aos jornalistas depois de votar.
    "A gente tem uma grande expectativa de um dia de muita paz para os brasileiros e brasileiras. Espero que o dia transcorra com muita tranquilidade, sem nenhum ato de violência. Espero que as pessoas que vão votar hoje na nossa candidatura tenham muita tranquilidade ao ir votar", afirmou Haddad.
    Diferentemente da votação do primeiro turno, quando Ana Estela vestiu vermelho, nem Haddad nem a mulher usaram as cores do PT no local de votação.

    Antes de ir para a escola, Haddad participou com Ana Estela de um café da manhã com lideranças do PT em um hotel na região central da cidade. Após a votação deste domingo, o candidato do PT segue para um hotel em São Paulo, onde acompanhará a apuração e concederá nova entrevista após o resultado.Pouco antes de Haddad votar, houve um princípio de confusão em frente à escola onde Haddad votou. Um apoiador de Bolsonaro discutiu com apoiadores do candidato do PT. Em pouco tempo, policiais e outras pessoas que estavam ao redor do grupo separou as pessoas que discutiam.



    do G1