abril 18, 2020

Weintraub ignora decisão judicial e diz nas redes sociais que "vai ter Enem"

Postagem do ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi feita um dia após a Justiça Federal de São Paulo determinar o adiamento do Enem devido ao avanço da pandemia provocada pelo novo coronavírus


O ministro da Educação, Abraham Weintraub, ignorou a decisão da Justiça Federal de São Paulo e usou as redes sociais para afirmar que “vai ter Enem”. Postagem de Weintraub, foi feita neste sábado (18), um dia após a Justiça determinar o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio devido ao avanço da pandemia provocada pelo novo coronavírus. 
“O BRASIL NÃO PODE PARAR! Mais de 3.200.000 de brasileiros solicitaram isenção na taxa do Enem 2020 (para não pagar para fazer o exame). 70% fez o pedido pelo celular (smartphone). Mais de 2.100.000 dos pedidos já foram analisados e concedidos! VAI TER ENEM!”, postou Weintraub no Twitter. 
A primeira etapa do Enem, feita por meio digital, estava marcada para acontecer nos dias 11 e 18 de outubro. Já as provas físicas devriam acontecer nos doas 1 e 8 de novembro. Caso a decisão judicial seja cimprida, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização do exame, terá que remarcar as datas previstas. 
Além do adiamento das datas das provas, a determinação judicial também ampliou em 15 dias a solicitação de isenção da taxa de inscrição. 
Confira a postagem de Abraham Weintraub sobre o assunto
Brasil 247


Nenhum comentário:

Postar um comentário