novembro 11, 2019

Visita do Presidente a Campina Grande



O presidente brasileiro surpreendeu nesta segunda-feira(11), durante solenidade de inauguração do conjunto habitacional Aluízio Campos na cidade de Campina Grande provocando muitos buchichos, um dos motivo foi a quebra de protocolo, além da falta de traquejo seguidos de gritinhos sem nexo do chefe maior da nação durante um discurso que deveria ser oficial causando o disse me disse nos bastidores da política paraibana.

Um país acostumado com presidentes que seguiram protocolos desde o dia da posse até o término do mandato imposto pela república, se surpreende a 11 meses com a postura do presidente Jair Messias Bolsonaro. Além da falta de postura imposta a um presidente, o que mais impressiona parte da nação é ver o oposto do que deveria ser o comportamento de um militar do exército sem a menor noção do que é ser disciplinado, de não seguir as regras impostas e seguidas por milhares de militares respeitando a hierarquia que poderia ser obedecida até mesmo por uma criança com poucos anos de vida, se assim fosse orientada.

Ex-governador rouba cena no evento

O ex-governador Cássio Cunha Lima e a sua entrada triunfal causaram mais impacto do que a chegada de Bolsonaro, mesmo sem ter noção de como seria recebido e atrasado para a ocasião, Cássio foi ovacionado por populares em sua terra natal.
O presidente acompanhou o ritmo dos gritos e aplausos direcionados ao ex-governador e acrescentou no discurso, às boas vindas em ritmo de campanha, tecendo elogios e enaltecendo o nome de Cássio: “teve um que chegou na hora certa, é um cabra chamado Cássio Cunha Lima, ele chegou modestamente e queria ficar na segunda fileira, eu falei não, fica na primeira fileira, se não tiver vaga, fica na minha cadeira, a maneira com que ele foi recebido por vocês, me desculpe, ele não é mais patrimônio de Campina Grande, não é mais patrimônio da Paraíba nem do nordeste, ele é patrimônio do Brasil.” Assim foi a visita do Presidente Jair Bolsonaro a Campina Grande, que inaugurou uma obra iniciada no governo Dilma, teve andamento no governo Temer e foi concluída em seu governo.


Até mesmo o ex-governador Cássio (que com certeza terá mais esta estória para contar para seus netos), deve estar surpreso com o comportamento ingênuo do presidente Jair ao recebê-lo, já que estar acostumado com tantos protocolos cumpridos durante solenidades frequentadas por ele.

A verdade é que Cássio roubou a cena, e tomou conta da solenidade de um presidente, sendo ali reconhecido pelos seus feitos na terra onde tem suas raízes.


Por Nena Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário