Corpo da jornalista Nelma Figueiredo é enterrado em João Pessoa Jornalista tratava um câncer no pulmão desde 2016.



Foi enterrado na manhã deste sábado (31) o corpo da jornalista Nelma Figueiredo, de 53 anos, no Cemitério Parque das Acácias, em João Pessoa. Ela morreu na sexta-feira (30), no Hospital da Unimed, quando tratava um câncer no pulmão. A morte foi confirmada por amigos e familiares.
A jornalista tinha mais de 30 anos de profissão com passagens pelas TVs O Norte, Cabo Branco, Correio da Paraíba e Tambaú, além da Assessoria de Comunicação do Detran. A sua experiência profissional mais recente foi no comando do CBN Cotidiano, em João Pessoa.

De acordo com amigos de Nelma, ela descobriu o câncer em julho de 2016, mas optou por não tornar isso público, e desde então ela estava lutando contra a doença. Ela deixa dois filhos e uma neta.


Em nota, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, lamentou a morte de Nelma. “Perdemos um dos grandes nomes do jornalismo paraibano nesta Sexta-feira Santa. Nelma Figueiredo foi uma profissional brilhante, que se destacou pela ética e responsabilidade com o bom jornalismo”, disse.


 O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues também divulgou nota afirmando que, embora tenha mantido essencialmente sua atuação profissional em João Pessoa, Nelma Figueiredo foi sempre muito respeitada e querida em todo a Paraíba e deixa uma lacuna na mídia paraibana.

G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parlamento terá dia especial no Fórum Mundial da Água

CNM convoca gestores para mobilização no Congresso Nacional nos dias 7 e 8 de agosto

População de Nova Floresta lamenta o falecimento do ex- vereador João Bolinha.