Projeto visa aumentar repasse do FPM aos municípios

Uma nova queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) agrava a crise financeira enfrentada pelos atuais gestores paraibanos. Na Paraíba, 97% dos municípios paraibanos dependem exclusivamente das verbas do FPM.  A situação ainda é mais grave em municípios na área afetada pela estiagem prolongada.
Visando amenizar os prejuízos aos cofres públicos com a queda do FPM, tramita na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara Federal, o Projeto de Lei Complementar (PDL) 211/2012 do deputado federal Wilson Filho (PMDB) que altera o Código Tributário Nacional aumentando, significativamente, os recursos destinados ao Fundo de Participação dos Municípios.
O projeto prevê a mudança na Lei nº 1.881/81, que visa extinguir os coeficientes 0.6 e 0.8, cujos municípios serão passados automaticamente a 1.0, aumentando, no total, os recursos do FPM em pelo menos R$ 2,5 bilhões.
O presidente da União Brasileira de Municípios (UBAM), Leonardo Santana, ressaltou a importância do projeto e adiantou que o aumento no repasse do FPM vai amenizar o prejuízo em muitas cidades paraibanas onde a população chega a pouco mais de 16 mil habitantes. “Muitas prefeituras só têm de receita o FPM. O aumento dele vai socorrer muitos municípios”.

Assessoria de imprensa

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parlamento terá dia especial no Fórum Mundial da Água

CNM convoca gestores para mobilização no Congresso Nacional nos dias 7 e 8 de agosto

População de Nova Floresta lamenta o falecimento do ex- vereador João Bolinha.