julho 21, 2013

Politica

Se eleição fosse hoje, 40% não saberiam em quem votar para presidente.

Pesquisa realizada pelo Instituto Ibope ouviu 2002 eleitores, em 140 municípios do país.

Se as eleições para presidente da república ocorressem hoje, 40% dos eleitores não saberiam em quem votar para presidente da república. O pleito será em 2014, mas o Ibope adiantou uma pesquisa que ouviu 2002 pessoas, em 140 cidades, entre os dias 11 a 14 de julho deste ano.
Sob pergunta espontânea, na qual não são sugeridos nomes de candidatos, 16% disseram que escolheriam Dilma Roussef e outros 12% votariam em Lula.Aécio Neves vem na sequência com 5% das intenções de voto, Marina Silva, com 4%, José Serra e Joaquim Barbosa têm 3% das menções. Eduardo Campos e Geraldo Alckmin somam 1% das intenções de voto cada um. Branco e nulo somam 13%.
No caso da pergunta estimulada, na qual são sugeridos nomes de candidatos e estabelecidos cenários específicos, Dilma Rousseff recebe 30% das intenções de voto na disputa com Marina Silva (22%), Aécio Neves (13%) e Eduardo Campos (5%). Com estes candidatos no pleito, intenções de votar em branco e de anular o voto somam 18%; não sabem ou não responderam, 12%.
No segundo cenário, Lula recebe 41% das menções de voto, enquanto Marina Silva apresenta 18%, Aécio Neves tem 12% e Eduardo Campos, 3%. Neste cenário, 16% dos eleitores afirmam intenção de votar em branco ou nulo e 10% não sabem ou não responderam.
Em um terceiro cenário, Dilma Rousseff apresenta 29% das menções de voto ante Marina Silva (21%), Aécio Neves (12%), Joaquim Barbosa (6%) e Eduardo Campos (5%). Neste contexto, eleitores que declaram intenção de votar em branco ou anular totalizam 15% e não sabem ou não responderam, 11%.
No quarto cenário, Lula tem 39% das intenções de voto, enquanto Marina Silva recebe 17% das menções, Aécio Neves apresenta 12%, Joaquim Barbosa, 6% e Eduardo Campos, 3%. Intenções de voto em branco ou nulo somam 13% e não sabem ou não responderam 10%.
O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro é de 2 pontos percentuais.
do portal correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário