julho 24, 2013

Batinga cobra ação da classe política contra fechamento do terminal da Petrobrás do Porto de Cabedelo


O deputado Carlos Batinga (PSC) cobrou, nesta quarta-feira (24), durante pronunciamento na Assembléia Legislativa da Paraíba (ALPB), mobilização da classe política contra o fechamento do terminal de distribuição da Petrobrás no Porto de Cabedelo, que corre o risco de ser transferido para Suape, em Pernambuco. Nesta terça-feira (23), o presidente da ALPB, deputado Ricardo Marcelo (PEN), determinou a criação de uma com o objetivo de reivindicar do governo federal a permanência do terminal.
No entanto, o deputado, além da Comissão, os deputado estaduais precisam acionar a bancada federal paraibana em Brasília para evitar o fechamento, que, segundo ele, acarretará prejuízos enormes para o Estado. “Além da Comissão, temos que acionar a bancada federal paraibana, na pessoa do senador Vital Filho, que tem um papel importante no Congresso, para tomar medidas visando que isto não ocorra”, disse.
“É um prejuízo imensurável para a Paraíba este fechamento de distribuição aqui em Cabedelo. Infelizmente temos que ver cada vez mais a Paraíba vivendo a reboque do estado de Pernambuco. É um prejuízo grande, tem que ter uma luta política grande, pois é uma medida extemporânea, que visou somente à comodidade da Petrobrás, sem observar o prejuízo econômico do nosso Estado”, acrescentou.
Batinga também destacou que se o fechamento for efetivado as atividades do Porto de Cabedelo terá uma diminuição considerável, já que quase metade das cargas que passam pelo entreposto paraibano é de combustíveis, além de encarecer preços de vários produtos e serviços. “Se isso acontecer, o Porto vai perder 40% das receitas, o que pode prejudicar vários outros segmentos da economia, lamentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário