julho 09, 2013

Aguinaldo esclarece critérios na liberação dos recursos para mobilidade urbana

A prioridade para distribuição dos R$ 50 bilhões de recursos será para os municípios que já têm obras realizadas.
Aguinaldo Ribeiro


O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, disse nesta segunda-feira (08), que terão prioridade na distribuição dos novos recursos para mobilidade urbana as cidades que têm capacidade de execução das obras. “O foco do Governo Federal são projetos de transporte público de massa com qualidade. A prioridade será para os municípios que já têm obras realizadas. Isso será determinante na seleção dos novos projetos”, destacou.
O ministro fez essa avaliação após a reunião, em Brasília (DF), com o governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, e o prefeito do Rio, Eduardo Paes, com o objetivo de conhecer as demandas de novas obras de mobilidade, para o investimento dos R$ 50 bilhões anunciados pela presidenta Dilmna Roussef para a área. Eles também discutiram medidas para acelerar a execução das obras já selecionadas.
O estado do Rio de Janeiro tem um total de R$ 18,6 bilhões de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC2), com cerca de 63% das obras em andamento. A primeira obra de Parceria Público Privada com recursos do Governo Federal será o VLT Porto Maravilha.
A demanda do governador Sergio Cabral foi de R$ 2 bilhões para a construção de um monotrilho, que ligará Niterói, São Gonçalo e Itaboraí. A obra beneficiaria até 300 mil pessoas por dia. Esse novo projeto completará as obras em andamento e, desta forma, o estado estima atender a demanda de mais de 70% da população da região metropolitana do Rio de Janeiro.
O prefeito do Rio, Eduardo Paes, pretende construir a segunda fase do BRT Transbrasil, que liga Deodoro a Santa Cruz. A obra está estimada em R$ 1,3 bilhão. Outra demanda será o BRT de integração entre a Avenida Brasil e a Transoeste orçado em R$ 1 bilhão. “Todas as obras de mobilidade urbana da prefeitura estão no prazo e com execução garantida”, afirmou o prefeito.
O ministro Aguinaldo Ribeiro e a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, terão reuniões com governadores e prefeitos até a próxima quarta-feira (10). Ainda nesta segunda-feira, eles receberam as demandas de mobilidade urbana da Bahia.
do portal correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário