julho 18, 2013

Aguinaldo diz que Minha Casa Minha Vida movimenta cadeia produtiva do Brasil




O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), disse que o do programa Minha Casa Minha Vida, está mudando sensivelmente a qualidade de vida de diversas famílias brasileiras e salientou que depois de pagar aluguel durante toda sua vida, diversos cidadãos estão tendo a oportunidade de modificar paradigmas. Ribeiro participou ao lado da presidente Dilma Rousseff (PT) da entrega das chaves em Ponta Grossa no Paraná e destacou que o MCMV movimentou significativamente a cadeia produtiva no Brasil.
Na solenidade 1.439 famílias com renda de até R$ 1,6 mil receberam as chaves da casa própria. Um deles foi o cadeirante Rubens de Almeida, 46 anos, que recebeu uma casa adaptada para que ele tenha facilidade no acesso. Assim como Tereza, Rubens nunca teve uma casa e a situação piorou ainda mais, quando há quatro anos, caiu de uma árvore e quebrou a coluna em três partes. “Vou morar com meus dois filhos. É um sonho realizado”, contou.
O investimento de R$ 74,51 milhões, segundo o ministro, movimentou a cadeia produtiva da construção civil e ainda empregou pedreiros, pintores, carpinteiros e outros profissionais do ramo. “Este é um momento que orgulha muito um gestor público porque os projetos se tornaram realidade para realizar o sonho de muitos desses brasileiros, disse ele.
As unidades habitacionais fazem parte do Conjunto habitacional Califórnia Fases I e II, Residencial Jardim Itapoá e Conjunto Residencial Londres. Os imóveis têm dois quartos, sala, cozinha e um banheiro. Todos os cômodos são revestidos com piso cerâmico. Os residenciais têm rede de água, esgoto, drenagem, energia elétrica, iluminação pública e pavimentação. Também há escolas, creches e unidades de sade a cerca de 2,5 km.
Casa Melhor – O ministro lembrou que as famílias que acabaram de receber as chaves das casas também poderão mobiliá-la por meio da linha especial de financiamento Minha Casa Melhor, operada pela Caixa Econômica Federal. “Este governo também pensou nesta outra etapa, que é mobiliar a casa. A presidenta se preocupou em dar mais conforto às famílias do Minha Casa Minha Vida”, disse ele.
As famílias poderão comprar como cartão do Minha Casa Melhor guarda-roupas, cama de casal e de solteiro (com ou sem colchão), mesa com cadeiras, sofá, refrigerador, fogão, lavadora de roupas, TV digital e computador. O limite de financiamento é de R$ 5 mil. As prestações são pagas em até 48 meses, por boleto bancário ou débito em conta, com taxa de juros de 5% ao ano. O crédito ficará disponível por até 12 meses a partir da entrega das chaves.
A presidenta da Repblica, Dilma Rousseff, concordou com o ministro Aguinaldo Ribeiro ao garantir que a linha de crédito Minha Casa Melhor tem a mesma função do Minha Casa, Minha Vida: mudar a vida das pessoas. “É um processo de independência para as famílias e garantia de que tenham condições dignas. E ainda beneficia os trabalhadores e amplia empregos, disse.
Durante a cerimônia que contou com a participação do ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, também foram entregues 42 retroescavadeiras para municípios com menos de 50 mil habitantes através do Programa de aceleração do Crescimento (PAC). Também participaram da cerimônia o governador do Paraná, Beto Richa, a ministra-chefe da Casa Civil, Gleise Hoffmann, e o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.
No estado do Paraná, o programa MCMV já contratou 187.452 unidades habitacionais. Deste total, foram concluídas 134.898 e entregues 120.424 unidades do programa, sendo 20.071 para as famílias de mais baixa renda (Faixa 1 - abaixo). O investimento total no estado é de R$ 12,9 bilhões.

Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Dezembro Vermelho

Ao longo deste mês, prédios públicos em todo o Brasil ficarão iluminados de vermelho para marcar a luta contra a aids. Além da iluminação, ...