Prefeito de Santa Rita nomeia esposa, cunhada e motorista como secretário, depois de aumentar seus salários em mais de 200%

Os vereadores da cidade de Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa, vão protocolar no Ministério Público uma denúncia de nepotismo contra o prefeito da cidade, Reginaldo Pereira (PRP). De acordo com Joselito Carneiro de Morais, o Josa de Nezinho (PTC), presidente da Câmara Municipal, Reginaldo estaria colocando parentes próximos para ocuparem cargos sem concurso público.
Com documentos, os vereadores Josa de Nezinha (PTC), João Júnior (PSB) e Genival Guedes (PSD) informaram que Reginaldo estaria praticando o que classificaram como 'mais um dos desmandos da administração do prefeito'. “Parentes estão ocupando cargos de confiança e secretariado”, revelou Nezinha.
Vereadores denunciam atos do prefeitoFoto: Cópia do decreto de nomeação de Vilma, cunhada do prefeito
Créditos: Portal Correio
 Conforme os parlamentares, uma cunhada do prefeito e sua esposa ocupam cargos públicos. Vera Lúcia Gomes de Lima Costa, primeira-dama da cidade, ocupa o cargo de secretária de Ação Social (veja cópia do ofício de nomeação). Durante entrevista no programa radiofônico Correio da Manhã, 98FM,  os vereadores revelaram que o prefeito nomeou o seu motorista particular como secretário de Articulação Institucional, com salário de R$ 10.400.
Vereadores denunciam atos do prefeitoFoto: Cópia do decreto de nomeação de Vera, primeira-dama
Créditos: Portal Correio
Os vereadores informam que em Santa Rita os princípios da legalidade, impessoalidade, e moralidade não estão sendo respeitados. Outra denúncia de irregularidade no governo municipal apresentada pelos políticos é sobre a contratação de pessoal.
“No início da gestão, o prefeito exonerou diversos servidores sob justificava de ausência de capital nos cofres da prefeitura. Ele disse que encontrou um rombo de R$ 300 milhões, mas, em seguida, criou mais de 400 cargos comissionados”, comentou João Júnior.
No início da gestão, através de Medida Provisória (MP) enviada à Câmara Municipal, o prefeito comunicou a criação de quatro secretarias e 400 cargos comissionados. Segundo Joselito, o Reginaldo Pereira elevou os salários dos secretários municipais de R$ 2,5 mil para R$ 8 mil. Os salários dos secretários adjuntos serão de R$ 5 mil.
Cópia do decreto de nomeação de Edvaldo, motorista do prefeitoFoto: Cópia do decreto de nomeação de Edvaldo, motorista do prefeito
Créditos: Portal Correio
 Segundo o Ministério Público, a justificativa apresentada pelas prefeituras, argumentando que a indicação de parentes para cargos políticos é livre e está em conformidade com a lei, não tem fundamento. A nomeação de familiares deve ser uma exceção e acontecer somente quando a pessoa tiver, comprovadamente, melhor capacidade técnica do que outros potenciais candidatos ao mesmo cargo.


do portal correio

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parlamento terá dia especial no Fórum Mundial da Água

População de Nova Floresta lamenta o falecimento do ex- vereador João Bolinha.

Wilson Santiago e Wilson Filho são recebidos por lideranças politicas em Ingá