fevereiro 28, 2012

Cássio diz que transposição é uma obra de Estado e não apenas de um governo




Durante o Seminário Transposição – O que fazer quando a água chegar?, realizado nesta segunda-feira em João Pessoa, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) declarou que se antes o debate era pelo início da obra, hoje se trata da conclusão da transposição e a cobrança ao Governo Federal para que as ações sejam agilizadas. Para ele, a transposição não é mais uma obra de governo, “estamos falando de uma obra de Estado, essencial para o desenvolvimento humano e econômico não apenas do Nordeste ou da Paraíba, mas de todo o país, tanto que teve a licitação para o seu projeto ainda durante o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso, foi iniciada no governo do presidente Lula e agora está sendo tocada pela presidenta Dilma”, disse.
Conforme entendimento do senador a transposição tem dois pesos absolutamente importantes, “primeiro o suprimento humano e no momento seguinte o desenvolvimento econômico e é justamente nesse segundo momento que é preciso uma atuação política eficiente de toda a classe política paraibana, tenho certeza nas áreas mais férteis do nosso estado teremos uma verdadeira explosão de crescimento econômico”, declarou o tucano.
Cássio considerou ainda que não apenas os detentores de mandato, mas toda a sociedade paraibana deverá participar e ampliar esse debate, “o Comitê pela transposição, liderado por D.Aldo Pagotto tem, um papel importantíssimo também neste momento de trabalho que visa e é a partir de mecanismo que priorizem os temas comuns ao desenvolvimento estadual que deve sempre criar uma sinergia de temas relevantes ao invés do velho viés eleitoreiro que não interessa à sociedade. “Busco essa qualidade ao meu mandato, não apenas com relação à transposição, mas a partir da questão do Porto de Cabedelo, cuja reunião realizada antes do carnaval com a nossa bancada detectou que ainda faltam cerca de 60 milhões de reais para a conclusão da dragagem.
Outro tema que para o senador Cássio deve unir a bancada paraibana é o ramal da ferrovia Transnordestina. Ele citou também o pólo automotivo, a partir da fábrica da Fiat, na divisa do nosso estado com Pernambuco, que deve atrair várias empresas do setor para o nosso território. Outro assunto que Cássio destacou foi a questão da melhoria aeroportuária, cujo tema já falou inclusive com o governador Ricardo Coutinho sobre os recursos que o Governo Federal está disponibilizando para acabar com o caos do nos setor aéreo, e especificamente no aeroporto Castro Pinto, que se mostra totalmente defasado na sua capacidade de atendimento.

Assessoria do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Dezembro Vermelho

Ao longo deste mês, prédios públicos em todo o Brasil ficarão iluminados de vermelho para marcar a luta contra a aids. Além da iluminação, ...