setembro 08, 2011

Alimentos e vestuário pressionam IPC-S

SÃO PAULO (Reuters) - A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) iniciou o mês em alta, pressionado sobretudo por alimentos e vestuário.

O indicador subiu 0,74 por cento na primeira prévia de setembro, ante 0,40 por cento no mês de agosto, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quinta-feira.

Os custos do grupo Alimentação aumentaram 1,76 por cento agora, ante 0,80 por cento antes. Os preços de Vestuário passaram de queda de 0,33 por cento em agosto para avanço de 0,70 por cento na primeira leitura deste mês.

Os preços de Educação aceleraram ligeiramente a alta, de 0,19 para 0,25 por cento, assim como os de Transportes, que passaram de avanço de 0,11 para 0,16 por cento.

Os custos de Despesas diversas caíram mais, em 0,10 por cento nesta leitura, contra 0,04 por cento na anterior.

As maiores altas individuais de preços na primeira prévia de setembro foram de limão, aluguel residencial, leite longa vida, tomate e mamão papaia.

Veja abaixo a variação de preços dos principais grupos de produtos e serviços:

1a prévia Agosto

- Alimentação: +1,76% +0,80%

- Habitação: +0,39% +0,38%

- Vestuário: +0,70% -0,33%

- Saúde: +0,42% +0,46%

- Educação: +0,25% +0,19%

- Transportes: +0,16% +0,11%

- Despesas diversas: -0,10% -0,04%

O IPC-S da primeira prévia mediu os preços de 8 de agosto a 7 de setembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário