Santiago quer fim de reeleição no Brasil; proposta foi apresentada no Senado



O senador Wilson Santiago (PMDB), defendeu nesta quarta-feira (24), a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC), de nº 73/11, que é de sua autoria e prevê a inelegibilidade do presidente da República, de governadores e de prefeitos, que queiram se candidatar em novas eleições.
A proposta seria uma alternativa à PEC 39/11, elaborada pela Comissão da Reforma Política, que foi rejeitada pelos senadores.
Na proposta de Santiago, não sendo possível a extinção da reeleição, ele requer que seja institucionalizado o mandato de cinco ou seis anos sem reeleição, que se permita, através da emenda constitucional, o afastamento daqueles que disputam a reeleição seis meses antes do pleito.
Como justificativa para a necessidade da aprovação da PEC, Santiago apontou o grande número de processos que tramitam na justiça a respeito de abusos cometidos por gestores em benefício próprio durante as eleições. Além disso, o senador considera que a aprovação traria maior equilíbrio ao processo.
"Com essa reforma um candidato sem condições financeiras disputaria em pé de igualdade, com as mesmas condições que disputa o candidato afortunado ou privilegiado com a administração pública". Disse Santiago
O peemedebista quer que a nova medida entre em vigor para às eleições de 2016.


Apoio
O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) elogiou a proposta do paraibano como forma de coibir abusos. Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) concorda que é necessário dar condições iguais aos candidatos e defendeu o financiamento público das campanhas, também já rejeitado pelos senadores. Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) e Geovani Borges (PMDB-AP) disseram ser a favor do fim da reeleição, como previa outra proposta rejeitada pela subcomissão.

DIÁRIO DO SERTÃO com Secom

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parlamento terá dia especial no Fórum Mundial da Água

População de Nova Floresta lamenta o falecimento do ex- vereador João Bolinha.

Wilson Santiago e Wilson Filho são recebidos por lideranças politicas em Ingá