agosto 26, 2011

PMDB reúne bancadas estadual e federal hoje

O PMDB estadual realiza, hoje, reunião mensal com a presença das principais lideranças da legenda, além da bancada federal e estadual. O objetivo é debater as questões de interesse interno do partido, a propósito das eleições dos diretórios municipais no Estado, o que será feitos com os filiados considerados infiéis, além de discutir as votações na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Conforme afirmou o presidente do diretório estadual do partido, Antônio Souza, esses encontros acontecem toda última sexta-feira de cada mês e serve para dar andamentos aos assuntos partidários. Antônio esclareceu que, na ocasião, os deputados infiéis, Doda de Tião e Wilson Braga, terão a oportunidade de serem ouvidos e serão convidados as se reintegrarem a legenda na Assembleia. Os dois parlamentares aderiam ao Governo do Estado descumprindo a orientação partidária.

Antônio ressaltou que esta reunião será a última oportunidade oferecida aos infiéis para que estes possam retornar a seguir a orientação partidária sem sofrer qualquer punição. Entretanto, caso se recusem acompanhar a legenda na Casa legislativa, eles deverão “ser convidados a sair do partido”.

“Vamos ouvir, conversar e tentar fazer o que fizemos com o deputado Márcio Roberto que retornou a bancada do PMDB na Assembleia. Vamos ouvir deles quais são suas pretensões futuras dentro do partido, porém caso eles não queriam seguir o que rege o estatuto da legenda nem o nosso programa interno, ele devem sair”, disse.

Além dos dois deputados, foram convidados também para se explicarem diante dos partidários, os infiéis, Marcos Odilon e a secretária estadual da mulher e da diversidade humana, a ex-deputada Iraê Lucena. “Temos que continuar discutindo sobre o destino desses filiados que estão descumprindo o regimento do partido”, complementou.

A respeito da possibilidade de a legenda entrar com uma ação na justiça solicitando a anulação da aprovação do projeto do Governo do Estado que trata da permuta do terreno da Acadepol com outro de propriedade privada, na Assembleia, também será assunto de pauta na reunião. Porém, de acordo com o dirigente, caberá apenas a bancada do PMDB na Casa, decidir sobre o assunto.

“Os deputados estaduais têm autonomia para decidir sobre a questão por que são eles que sabem o que foi praticado lá na Casa e a reunião servirá como o feedback dos acontecimentos sobre a votação da permuta. Então, nós vamos ouvir o que ele têm a dizer sobre isso e dependendo do que for decido o partido tomará um posicionamento”, afirmou.



Correio da Paraíba


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Dezembro Vermelho

Ao longo deste mês, prédios públicos em todo o Brasil ficarão iluminados de vermelho para marcar a luta contra a aids. Além da iluminação, ...