janeiro 09, 2011

Prefeitos preparam lista de pedidos para governador





Prefeitos paraibanos preparam lista de pedidos para governador Ricardo Coutinho; veja quais são as principais reivindicações


Obras de esgotamento sanitário, estradas, adutoras e hospitais, ampliação dos sistemas de abastecimento de água das cidades, recuperação de estradas urbanas e rurais, interiorização da industrialização, garantia de serviços de saúde, conclusão de obras de ginásios poliesportivos e escolas, geração de empregos e convênios para a garantia de transportes escolares.

Estes são os principais pedidos dos prefeitos paraibanos (de situação e oposição) ao governador Ricardo Coutinho (PSB). Alguns prefeitos vão encaminhar os pedidos por escrito. Outros pretendem encaminhar por meio de deputados. Há também os prefeitos que vão apresentar os pedidos durante audiências com o governador.

Santa Rita O prefeito de Santa Rita, Marcus Odilon Ribeiro Coutinho, que é aliado do governador, por exemplo, já preparou um documento a Ricardo Coutinho com uma lista de oito pedidos prioritários. O documento será entregue durante audiência que será solicitada por Marcus Odilon.

O primeiro pedido, segundo ele, diz respeito à normalização do abastecimento de água dos bairros Tibiri II, Heitel Santiago, Marcos Moura e Jardim Europa. O segundo pleito: implantação das redes de esgotamento sanitário e água encanada nas localidades rurais denominadas de Odilândia, Lerolândia, Forte Velho, Ribeira, Nossa Senhora do Livramento, Bebelândia e Andrelândia.

O asfaltamento da estrada de Bebelândia até Forte Velho é outro pleito do prefeito Marcus Odilon, que também atende aos moradores das vilas Nossa Senhora do Livramento, Tambauzinho e Ribeira.

O quarto pedido faz referência ao asfaltamento da estrada de Odilândia até a BR-101. Outros três pleitos são os seguintes: construção de um restaurante popular no centro comercial da cidade, a implantação de uma Casa da Cidadania e a construção da sede do 7° Batalhão de Polícia Militar.

Por fim, consta na lista de Marcus Odilon pedido de combate ao tráfico de drogas. De acordo com o prefeito, “o Governo do Estado precisa colocar a força policial para fazer rigoroso combate ao narcotráfico em Santa Rita, a partir da repressão aos traficantes, maiores responsáveis pelos altos índices de homicídio na região”.

Marcus Odilon disse que acredita na sensibilidade do governador e espera conseguir parcerias entre o município e o governo estadual com a finalidade de melhorar a qualidade de vida da população de Santa Rita.

Reivindicações de Patos e Areial

O prefeito de Patos, Nabor Wanderley (PMDB) vai solicitar a continuidade obras como o Rodoshoping Edvaldo Motta, no bairro de Salgadinho; a ponte sobre o rio Espinharas, no bairro do Jatobá; a conclusão das obras de ampliação da Maternidade Peregrino Filho, entre outras.

Uma reivindicação importante para Patos e todo o Sertão, segundo o prefeito Nabor Wanderley, será a construção de uma unidade de tratamento de câncer, um pleito formalizado pela deputada Francisca Motta.

Além do mais, a população de Patos, segundo Nabor, quer a despoluição do rio Espinharas, o mais importante da região, hoje tomado pelos esgotos.

Para isso, será necessário que a Cagepa inicie as obras de saneamento, conforme contrato firmado no Governo Maranhão com uma empresa de São Paulo. “Esperamos que o governador Ricardo Coutinho seja sensível às reivindicações da sociedade patoense”, comentou o prefeito Nabor Wanderley.

Areial

O prefeito de Areial, Adelson Benjamin (PSDB) disse que a principal reivindicação para sua terra e para as cidades de Puxinanã, Montadas e Pocinhos, é água.

Segundo ele, o próprio deputado estadual Adriano Galdino, que representa a região, firmou o compromisso de lutar junto ao Governo pela implantação de uma adutora para levar água do açude Epitácio Pessoa (em Boqueirão) para as quatro cidades.

“Nossa briga será por água, até porque nossa população tem sofrido muito com a deficiência hídrica”, declarou Adelson Benjamin.

Segundo ele, a adutora já lava água para o distrito de São José da Mata, em Campina Grande. “De São José da Mata para Areial, são apenas 18 quilômetros. Nesse percurso, a adutora atenderá as quatro cidades”, comentou.

Segundo ele, a água que abastece Areial sai do açude do Covão e não atende à demanda. Nesta época do ano, o açude está quase seco.

A mesma coisa ocorre em Montadas, que é abastecida pelo açude do Emídio, que também não atende à demanda. Depois da água, o segundo pleito de Adelson Banjamin para Areial é a criação de um pólo de confecções.

“Nosso município tem vocação para a produção de roupas e nós vamos pedir incentivos ao governador Ricardo Coutinho para a implantação de um pólo de confecções”, declarou.

Hospital, água e estradas

O prefeito interino de Itapororoca, Erilson Rodrigues (PTB), já tem pronta a lista de pedidos. O primeiro: obras de esgotamento sanitário. Segundo ele, a população sofre com os esgotos nas ruas, que causam doenças, principalmente nas crianças. O segundo pleito de Erilson: manutenção do funcionamento do hospital inaugurado pelo ex-governador José Maranhão.

De acordo com Erilson, o Governo do Estado precisa realizar o aparelhamento humano do hospital. Hoje, segundo ele, o Hospital de Itapororoca funciona com estrutura humana cedida pela Prefeitura. “Também vamos pedir a recuperação das estradas vicinais e a liberação de recursos para o calçamento de ruas”, disse Erilson Rodrigues.

Ingá

Adversário de Ricardo Coutinho, o prefeito de ingá, Luiz Carlos Monteiro, conhecido como Lula (PMDB), vai pedir inicialmente obras de esgotamento sanitário. Hoje, a cidade de Ingá enfrenta esgotos a céu-aberto nas ruas. Lula Também vai pedir a regularidade na distribuição de água pela Cagepa (Companhia de Água e Esgotos da Paraíba) e ampliação na oferta do produto.

Lula também pretende pedir a Ricardo Coutinho a recuperação de estradas na zona rural e recursos para pavimentação de ruas, além da continuidade das obras conveniadas com o Estado no Governo de José Maranhão. “Somos adversários do novo governador, mas temos que encaminhar os pleitos solicitados pela população de Ingá”, disse o prefeito Lula.

Esgotamento para Cuité e Taperoá

A prefeita de Cuité, Euda Fabiana (PMDB), é outra que sonha com o esgotamento sanitário em sua cidade. As obras foram iniciadas e faltam ser concluídas. Ela espera que o governador Ricardo Coutinho dê continuidade.

Outra obra pleiteada por Euda Fabiana é a construção da estrada de acesso ao campus da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). A obra foi licitada no Governo Maranhão, mas não houve tempo para o início.

Outro pedido que será feito por Euda a Ricardo Coutinho dirá respeito à criação de um pólo industrial, aproveitando as vocações locais, como a fruticultura.

A prefeita de Cuité também vai pedir melhorias na área de saúde, além da conclusão da quadra da Escola Vidal de Negreiros e a construção de uma quadra na Escola Estadual Orlando Venâncio dos Santos, com mais de 2 mil alunos.

Por fim, ela pedirá a celebração de convênio para transporte escolar. Cuité tem cerca de 500 estudantes que precisam se deslocar diariamente da zona rural para a cidade.

Taperoá

O prefeito de Taperoá, Deoclécio Moura (PSB), vai pedir a conclusão das obras do hospital, além de esgotamento sanitário e a recuperação da estrada entre a BR-230 e Taperoá, passando por Assunção.


Jornal Correio da PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário