agosto 09, 2010

Doze mulheres assassinadas em oito meses. Dez só nos últimos 120 dias

Doze mulheres foram assassinadas nos últimos oito meses, na Paraíba. Dez delas foram mortas só nos últimos 120 dias, de acordo com levantamento do Portal Correio com base no noticiário sobre o assunto.
As vítimas mais recentes foram mortas na madrugada desta segunda-feira (9), na Comunidade Porto de João Tota, no bairro de Mandacaru, em João Pessoa. Terezinha Ribeiro dos Santos e Rosimary Farias da Silva estavam deitadas na mesma cama quando foram surpreendidas por tiros, sem chance de defesa.
No dia 9 de junho deste ano, outras duas mulheres foram executadas com onze tiros de revólver na cabeça. Os homicídios aconteceram no bairro de Mandacaru, por volta das 22h. O cenário do duplo homicídio foi a rua São Pedro, às margens da linha do trem, na comunidade Salinas Ribamar.
O dia 15 de março, uma segunda-feira, também foi uma data marcada pela violência contra a mulher. Em Belém, no Brejo da Paraíba, e em Pedras de Fogo, na região da Mata paraibana, duas mulheres foram agredidas. Uma delas, Maria da Penha Conceição Silva, de 55 anos, morreu vítima de dois golpes de facão.
No bairro Altiplano, em João Pessoa, no dia 19 de abril deste ano a Polícia encontrou mais um corpo de mulher. Tratava-se de Adriana Santos Magno, de 31 anos. De acordo com relato da Polícia, à época, havia sinais de estrangulamento na vítima.
Numa sexta-feira 6 de agosto de 2010, homens encapuzados executaram quatro pessoas na Capital, dentre elas uma mulher, cuja identidade não foi revelada pela Polícia.
Na quinta-feira, 2 de junho, mais uma mulher foi assassinada, desta vez em João Pessoa. A empregada doméstica Penha Maria S. de Lima, de 29 anos, que estava acompanhada do menor Sávio H. Souza do Nascimento, de 14 anos de idade, foi morta após ser barbaramente espancada.
Na manhã da quinta-feira 15 de abril foi achado o corpo da estudante de enfermagem Aryane Thaís Carneiro de Azevedo, na BR 230.
No dia 4 de agosto três homens mataram a tiros duas mulheres. O crime ocorreu durante a madrugada, na cidade de Itabaiana. As vítimas foram: Crisolênia Mouzinho e Sâmara Patrícia.
Em 9 de março, um dia após o Dia Internacional da Mulher, a procuradora aposentada Maria Méricles Feitosa, de 63 anos, foi assassinada a tiros no cruzamento das ruas São Gonçalo com Maria Rosa, próximo à igreja São Pedro Pescador, entre os bairros de São José e Manaíra, em João Pessoa.
Outros dados

De acordo com o que noticiou o Ministério Público da Paraíba, em seu portal, na segunda, 12 de julho, estatísticas divulgadas revelaram que aumentou a violência contra mulheres e jovens até 19 anos na Paraíba.
Somente em Campina Grande foram assassinados 71 jovens de 0 a 19 anos, em 2007, de acordo com pesquisa do Instituto Sangari.
Já o número de assassinatos de mulheres cresceu cerca de 60% entre 2009 e 2010, na Paraíba, segundo o Centro da Mulher 8 de Março.
Para o coordenador da Central de Acompanhamento de Inquéritos Policiais de Campina Grande, promotor Marcus Leite, o crescimento da violência envolvendo jovens se deve à participação cada vez maior deles na criminalidade, em especial o narcotráfico.

do portal correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário