julho 29, 2010

Multimídia Lucas Salles lança CD durante festa das neves.

Lucas Salles “Sincenow” é um entusiasta cultural. Através das letras descobriu seu gosto pelas artes, o que lhe rendeu títulos de jornalista, publicitário, professor, músico e compositor. Um apaixonado pela música e pela nordestinidade, concentrou sua criatividade na composição de músicas que nos remetessem ao lúdico e a realidade do povo nordestino, característica que é facilmente notada nas letras do seu primeiro projeto, o Dasbandas da Parahyba.




No início dos anos 90, surgia no Brasil, uma nova tendência musical, que seria a mistura dos ritmos. Naquele momento não era mais só o samba com maracatu que se misturavam, esse mix ia muito além. Em Recife, o mangue beat, unia sons de maracatu rural, metais de frevo e sons elétricos. Na Paraíba, o movimento não teve nome, mas tinha uma banda à altura para representar essa união do antigo com o novo.

Em 1994, surgiu em Campina Grande, o grupo Dasbandas da Parahyba, um grupo formado por seis integrantes, Fábio Rolim (Guitarras), Cassiano Sá (Guitarras), Kennedy Costa (baixo e voz), Lucas Salles “Sincenow” (violão e voz), Maerson Charles (bateria), Pablo Ramirez (percussão e voz) e Ricardo Moura (voz). Liderados por Lucas Salles “Sincenow” e influenciados pelo som de Jackson do Pandeiro, Rosil Cavalcanti, Zé da Luz, Luiz Gonzaga, Biliu de Campina, entre outros grandes nomes da música paraibana e nordestina, eles misturavam ritmos como rock, baião, forró, embolada, coco e xote.

Em 1996, o Dasbandas participou, com ótimos resultados, de dois grandes festivais de música no Recife, o Skol Rock e o Abril pro Rock, este último, onde arrancaram aplausos do público e da crítica, sendo escolhidos melhor grupo revelação do evento. O grupo lançou em maio de 1997, o seu primeiro e único álbum, “Balaio”, e no ano seguinte a banda teve seu fim.

Lucas Salles, o Lucas Sincenow, é uma das respostas aos que não conheciam o histórico musical, do multifacetado, Lucas, que desde a infância dedilhava o violão e nunca perdeu essa inquietação. Agora em carreira solo, lança seu novo álbum, “Gestos”, com produção do músico e amigo, Alex Madureira, e participação de Chico Corrêa, onde continua mostrando sua nordestinidade e estilo único. Desde agora e sempre ele convida aqueles que apreciam um bom som para conhecer um pouco da sua história e felicidade expressas através da música.

da assessoria

Um comentário:

  1. lucas meu querido tudo bem ? aqui é rosemary amiga da claudia .......... seu cd é muito bom as musicas são muito gostosas de ouvir.

    ResponderExcluir

Postagem em destaque

Dezembro Vermelho

Ao longo deste mês, prédios públicos em todo o Brasil ficarão iluminados de vermelho para marcar a luta contra a aids. Além da iluminação, ...