julho 23, 2010

Jornalista do Sistema Correio é agredido por vereador em Patos

O jornalista Cícero Araújo, colunista do Jornal CORREIO e correspondente do Sistema Correio na região de Patos, foi agredido a murros, na manhã desta sexta-feira (23), na cidade de Patos. A agressão partiu do vereador Sales Júnior e do pai deste, Francisco Sales.



O caso foi parar na Delegacia de Polícia. O jornalista agredido fez exame de corpo de delito depois de formalizar a queixa.



A agressão aconteceu na sede da STTrans de Patos. Cícero Araújo aguardava na ante-sala para ser chamado a entrar no gabinete do superintendente, Alexandre Nóbrega, quando o vereador e o pai avançaram para ser atendido primeiro. Além disso, jogaram a porta contra o jornalista.



O jornalista Cícero Araújo contou que, à saída dos dois do gabinete, dirigiu-se ao vereador para reclamar que poderia ter sofrido ferimentos se a porta o tivesse alcançado, o que não aconteceu porque uma secretária do órgão lhe puxou.



Quando comentou que se tivesse acontecido poderia abrir um processo contra, o vereador reagiu: "E por que você vai me processar? Me respeite seu bandido vagabundo. Ai ele e o pai dele covardemente me agridiram com socos", acrescentou Cícero Araújo.



O pai do vereador, Frandcisco Sales, apresenta outra versão para o episódio, segundo relato da correspndente Mônica Rodrigues, para o programa Correio Debate, da Rádio 98/FM (Rede Correio Sat).



O pai do vereador teria dito: "Quando vou saindo, Cícero está na porta e esfrega o dedo na minha cara. Eu tirei a mão dele e ele pegou uma cadeira e jogou em mim cortando o meu braço. Ele entrou em outra sala e eu entrei também e ele pegou outra cadeira para jogar em mim. Um rapaz entrou e me segurou pelas costas e Cícero por trás deu uma pesada na minhas cstas".



De acordo com a reportagem de Mônica Rodrigues, uma das secretárias da STRTrans, Mércia Gomes contou: "Quando o pai de Sales deu um murro em Cícero este caiu dentro da minha sala. Sales já pegou a cadeira para jogar em Cícero. A briga não foi maior porque as pessoas apartaram".

A secretária afirmou que quem provocou a briga foi o pai do vereador Sales Júnior.



do portal correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário