julho 29, 2010

2 x 2: Vita segue voto de Niliane Meira, mas julgamento de Cássio é adiado após novo pedido de vistas

Depois do voto da juíza Niliane Meira, o juiz Newton Vita começou a ler o seu voto e seguiu o mesmo entendimento da colega magistrada, empatando o placar da votação.


Newton Vita também votou pela inelegibilidade do ex-govenador Cássio Cunha Lima por apenas três anos, contados a partir de 2006, acrescido da multa de R$ 100 mil Ufis.

Diante do embate, o desembargador Manoel Monetiro decidiu realizar um novo pedido de vistas e o julgamento foi adiado pela segunda vez.

Na última segunda-feira, ao ter sido pedido vista do processo, o tucano já contava com dois votos contrários à sua absolvição. Caso chegue a ser condenado, Cássio poderá ficar inelegível por oito anos, dando "adeus" aos seus planos de chegar ao Senado Federal.
Cássio já conta com dois votos pela aplicação do Ficha Lima. Na última sessão, o juiz Carlos Neves, relator do processo, declarou voto a favor da inelegibilidade do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) por oito anso e ainda pela aplicação da multa no valor de R$ 100 mil Ufirs.

O juiz João Ricardo Coelho, segundo a votar, acompanhou o voto do relator e se posicionou pela inelegibilidade do tucano e aplicação de multa. Em seguida, a juíza Niliane Meira preferiu não declarar voto, pedindo vistas do processo.

do portal correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário