junho 03, 2010

Cícero mantém tática silenciosa contra rival

Presente nas duas chapas, mas sem figurar em nenhuma, Cícero pode ajudar a eleger dois senadores e um governador


Mesmo renunciando a candidatura ao Governo do Estado, Cícero Lucena (PSDB) não só permaneceu envolvido com as articulações políticas como pretende alcançar seus objetivos: eleger as peças certas, enquanto assiste seu maior rival amargurar a derrota.

A estratégia silenciosa do senador tem como base estar nos dois lados da trincheira. Apesar de não ter declarado oficialmente apoio a José Maranhão (PMDB), o anuncio da aliança de seus irmão, seu sobrinho e seus maiores aliados na CMJP, dão sinais claros de quem será seu voto para governador nas eleições de outubro.

Do outro lado da batalha, como presidente do tucanato da Paraíba, Cícero passou a não mostrar resistência ao apoio do PSDB ao PSB. A atitude um tanto quanto contraditória vem servindo como pano de fundo para a outra parte do plano: impor, como líder da legenda, condições para a manutenção do apoio, como ter o nome do aliado Wellington Roberto (PR) como senador na chapa.

Desta feita, tendo declarado seu voto para senador ao correligionário Cássio (líder absoluto nas pesquisas), poderá Cícero passar por outubro com saldo positivo, tendo ajudado a eleger 2 senadores e um governador.


com do Blog do Dércio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Dezembro Vermelho

Ao longo deste mês, prédios públicos em todo o Brasil ficarão iluminados de vermelho para marcar a luta contra a aids. Além da iluminação, ...