janeiro 14, 2010

Cícero mantém candidatura; caso tucanos não entrem em acordo, Serra decide


A reunião da bancada tucana com o presidente do PSDB nacional,Sérgio Guerra, acabou agora há pouco. O resultado concreto do encontro que durou mais de cinco horas e levou os principais caciques do PSDB paraibano até a capital de pernambuco, é que o impasse envolvendo o tucanato estadual continua.

De acordo com senador Sérgio Guerra, após sua chegada de uma viagem aos Estados Unidos, será marcada uma nova reunião, caso não se chegue a um "denominador comum", entre ele, Cássio, Cícero e o governador de São Paulo e presidenciável, José Serra, onde será resolvido em definitivo o impasse da legenda na Paraíba.

O ex-governador Cássio Cunha Lima e o senador Cícero Lucena concordaram com a decisão do líder do PSDB nacional, mas irão continuar defendendo as mesmas teses, ou seja, Cássio defende a união das oposições em torno de Ricardo Coutinho (PSB) e Cícero defendendo a candidatura própria do partido.

Sérgio Guerra também afirmou que não há data definida para novo encontro entre os tucanos.

A primeira reunião do dia dos tucanos foi iniciada entre os senadores Sérgio Guerra e Cícero Lucena por volta das 9h, onde discutiram previamente a pauta da reunião que tratou da crise interna do partido na Paraíba.

Já a segunda reunião dos tucanos começou por volta das 11h45 com a presença dos ex-governadores Cássio Cunha Lima e Ronaldo Cunha Lima, de Ivandro Cunha Lima, Rômulo Gouveia, Romero Rodrigues, Dinaldo Wanderley, Fabiano Lucena, Pedro Medeiros, Zenóbio Toscano, João Gonçalves e o suplente de deputado estadual Ariano Fernandes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário