setembro 02, 2009

Roberto pede providências contra praga que devasta palma forrageira na PB




O senador paraibano Roberto Cavalcanti (PRB, em discurso nesta terça-feira (1º), pediu providências às autoridades federais contra a praga que vem devastando plantações de palma forrageira na Paraíba.

O senador explicou que o inseto cochonilha-do-carmin (originário do México) vem comprometendo seriamente a safra de palma forrageira, que serve como alimento para os rebanhos nordestinos (de bovinos, caprinos e ovinos).

- Sem a palma forrageira é impossível qualquer atividade pecuária sustentável, do ponto de vista econômico, na quase totalidade das áreas e zonas rurais semiáridas do Nordeste - resumiu o senador.

Roberto Cavalcanti lembrou que, no mês passado, o colega Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) enviou requerimento ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, pedindo informações sobre as ações do ministério sobre o assunto, uma vez que a praga estava devastando o agreste de seu estado.

Roberto Cavalcanti pediu providências das autoridades para que o inseto seja combatido e erradicado o quanto antes, para que a produção pecuária de todo a Região Nordeste não acabe comprometida.

Segundo dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (Emepa) e da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), informou Roberto Cavalcanti, a praga de cochonilha-do-carmin já destruiu cerca de 100 mil hectares de plantações de palma forrageira no semiárido paraibano. Ele assinalou que a falta da palma forrageira já está comprometendo a produção leiteira da Paraíba.

- O Cariri Ocidental, a Serra de Teixeira e o Vale do Piancó foram as regiões mais afetadas. O prejuízo já chega a R$ 400 milhões. O resultado disso foi um desabastecimento do programa do leite, criado para atender 120 mil famílias - registrou.

Em apartes os senadores Cícero Lucena (PSDB-PB) e Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) concordaram com a necessidade de a praga ser erradicada e pediram que as autoridades agissem rapidamente.

- Esse é um assunto a ser enfrentado com a maior urgência e em que a Embrapa terá, inescapavelmente, papel preponderante. Isso porque o Nordeste rural e semiárido têm na pecuária bovina, caprina e ovina a sua principal e quase exclusiva atividade economicamente viável - acrescentou Roberto Cavalcanti.


Da Agência Senado

Não tem jeito: Manoel Júnior diz que chance de deixar PSB é de 99%; PSB quer mandato na Justiça


O deputado federal Manoel Júnior (PSB), um dos insatisfeitos com os rumos do partido, afirmou nesta manhã ao Portal WSCOM Online que não tem jeito: suas chances de desfiliar-se são de 99%, após a conversa que teve nesta terça-feira com o presidente nacional do partido, o governador pernambucano Eduardo Campos.

Manoel Júnior, que esteve com Campos até às 23h, afirmou que mesmo com o indicativo do governador de conversar nas próximas 72 horas com o prefeito Ricardo Coutinho (PSB), decidiu deixar o partido, motivado por falta de diálogo com Coutinho e pela insatisfação de ver o partido se aliar ao PSDB do ex-governador Cássio Cunha Lima.

“Ricardo já optou por uma composição com Cássio, com divergências dos deputados. Então não há motivo para permanecer no PSB”, disse Manoel Júnior, reforçando que teria sido liberado por Eduardo Campos para mudar de partido sem perder o mandato na Câmara Federal. O mesmo aconteceria com o seu colega de bancada Marcondes Gadelha.

O vice-presidente do PSB na Paraíba, o secretário Edvaldo Rosas (Articulação Política), afirmou que o PSB pode ir buscar, na Justiça, o direito do PSB em deter os mandatos dos deputados que deixarem o partido, amparando-se na regra da infidelidade partidária.


do wscom