Postagens

Mostrando postagens de Junho 2, 2009

Julio Rafael liga para Casa Civil e nega uso de expressão agressiva contra governador

“Confirmo a ligação, que existiu como iniciativa de negar o uso da expressão agressiva na direção do governador José Maranhão’, disse o Secretário Chefe da Casa Civil, José Ricardo Porto, ao analisar telefonema feito nesta terça-feira pelo superintendente do SEBRAE/PB para o Governo do Estado repondo o que considerou “verdade dos fatos” diante de noticia veiculada no portal Clickpb.

Segundo Ricardo Porto, Julio Rafael foi objetivo: “não só negou como disse que estava constituindo advogado para processar o site de notícias (Clickpb) por transferir para ele expressões nunca proferidas na reunião do PT, sábado passado”.
O Chefe da Casa Civil disse ainda que o governador já foi informado do reparo feito pelo superintendente do SEBRAE/PB.


do
wscom

Julio Rafael liga para Casa Civil e nega uso de expressão agressiva contra governador

“Confirmo a ligação, que existiu como iniciativa de negar o uso da expressão agressiva na direção do governador José Maranhão’, disse o Secretário Chefe da Casa Civil, José Ricardo Porto, ao analisar telefonema feito nesta terça-feira pelo superintendente do SEBRAE/PB para o Governo do Estado repondo o que considerou “verdade dos fatos” diante de noticia veiculada no portal Clickpb.

Segundo Ricardo Porto, Julio Rafael foi objetivo: “não só negou como disse que estava constituindo advogado para processar o site de notícias (Clickpb) por transferir para ele expressões nunca proferidas na reunião do PT, sábado passado”.
O Chefe da Casa Civil disse ainda que o governador já foi informado do reparo feito pelo superintendente do SEBRAE/PB.


do
wscom

Prefeito de Areia tem mandato cassado

O juiz da 11ª Zona Eleitoral de Areia, no Brejo paraibano, Edailton Medeiros, cassou o mandato do prefeito daquele município, Elson Cunha Lima Filho (DEM) e o vice, Ademar Paulino.

Os motivos da cassação foram denúncias de abuso de poder econômico e político. O prefeito teria aumentado abusivamente os gastos com saúde e contratado exageradamente prestadores de serviço.

O juiz Edailon Medeiros declarou o prefeito e vice de Areia inelegíveis por três anos, aplicou multa de 40 mil Ufirs e determinou a realização de novas eleições na município. O presidente da Câmara de Areia, Clodoaldo de Albuquerque (PR) é que irá assumir a prefeitura, pois o segundo colocado nas eleições, Paulo Gomes, não poderia assumir porque teve as contas rejeitadas e ficou inelegível. Os terceiro e quarto colocados não tiveram votos suficientes, pois somaram apenas 2 por cento das intenções de voto.

Mais cassação - O vereador do município de Monte Horebe, José Nilton Pereira teve o mandato cassado em sessão na noi…