Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 22, 2009

Tce fará auditorias em fevereiro nas cidades de Emas,Itaporanga e Santana de Mangueira

Imagem
Pelo menos três municípios do Vale do Piancó estão relacionados no TCE entre àqueles, em torno de 30, que tiveram problemas com a transição de governo e que os novos gestores estão em “situação difícil” e, por isso, serão os primeiros a passarem por auditoria especial. As informações foram passadas na tarde de ontem pelo presidente do TCE, conselheiro Nominando Diniz, que anunciou para o mês de fevereiro o início das auditorias. Ele informou ainda que esses municípios terão analisadas duas prestações de contas (2007 e 2008) de uma só vez. “Vamos dar preferência aos municípios onde não foi feita a transição de governo e que se encontram em situação difícil”, acrescentou o presidente.
No Vale, as cidades que serão priorizadas pelo TCE nas auditorias são: Emas, Itaporanga e Santana de Mangueira. Isso porque, os prefeitos Drª Fernanda (PSDB), Djaci Brasileiro (PSDB) e Tânia de Nerival (PTB), respectivamente, solicitaram ainda no ano passado esta auditoria ao TCE. No município de Pedra Bran…

Dois mil paraibanos podem perder a CNH por excesso de infrações

Cerca de 2 mil condutores paraibanos correm o risco de perder o direito de dirigir por terem excedido os 20 pontos negativos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Desse total, pelo menos 60 já esgotaram os recursos administrativos perante o Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran) para não terem o documento cassado.

Segundo o coordenador estadual do Registro Nacional de Carteira de Habilitação (Renach), Carlos Jorge Moura, os condutores com pontuação excedida foram convocados para responderem ao processo administrativo.

Eles têm prazo, em média, de 30 dias para apresentarem sua defesa e o caso será examinado pelo Departamento Jurídico do órgão de trânsito.

A punição dos infratores pode ser desde a suspensão da Carteira por um período de três meses a um ano, ter de se submeter ao processo de cursos de capacitação e, nos casos mais graves, a cassação do direito de dirigir.

fonte portal correio