Tribunal de Justiça condena apenas um prefeito em 2009


Durante o ano de 2009, apenas um prefeito foi condenado pelo pleno do Tribunal de Justiça. Trata-se de Agamenon Balduíno da Nóbrega, prefeito do município de Passagem. Em julho, o TJ julgou procedente a ação penal e condenou o prefeito a perda do cargo e sua inabilitação pelo prazo de 5 anos para o exercício de cargo ou função pública, após o trânsito em julgado da ação.

Conforme a denúncia do Ministério Público Estadual, entre o exercício de 1997 a 2000, o prefeito de Passagem praticou várias irregularidades, dentre elas a nomeação de candidatos não aprovados em concurso público.

Por outro lado, foram vários processos de ex-prefeitos devolvidos às comarcas de origem pelo Tribunal de Justiça em função da perda do foro privilegiado. O TJ, no entanto, recebeu este ano várias ações contra prefeitos que foram denunciados pelo Ministério Público Estadual.
É o caso da prefeita de Piancó, Flávia Galdino, que está respondendo a uma ação no TJ, acusada de fraude na realização de procedimentos licitatórios. A denúncia foi recebida parcialmente pelo pleno do Tribunal de Justiça. Já o prefeito de Lucena, Antônio Mendonça, responde a uma ação por irregularidades no exercício de 2006.
Ele é acusado de utilização indevida de bens e rendas públicas em proveito próprio ou alheio. Admissão de pessoal sem prévio concurso público, dentre outras irregularidades. Segundo a decisão do Tribunal, a denúncia contra o prefeito de Lucena descreve com clareza e objetividade a ocorrência de fatos, que em princípio, configuram ilícitos penais.

fonte portal correio

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parlamento terá dia especial no Fórum Mundial da Água

População de Nova Floresta lamenta o falecimento do ex- vereador João Bolinha.

Wilson Santiago e Wilson Filho são recebidos por lideranças politicas em Ingá