Programa do Leite: Roberto aponta redução na produção e cobra ação de Patrus Ananias

O senador Roberto Cavalcanti (PRB) dirigiu hoje pedido ao ministro Patrus Ananias (Desenvolvimento) para revitalizar o Programa do Leite, em operação na Paraíba desde 2003.

Ele cobrou ações para rever as regras atuais do programa e mostrou, no plenário do Senado Federal, dados que sinalizam o declínio na produção, atingindo produtores e famílias em vulnerabilidade social no Estado.

“Creio que a sensibilidade política e social do Governo saberá encontrar um modo de evitar esse verdadeiro desastre, revendo alguns pontos fracos do modelo atual, em especial o preço, e, ainda, alguns outros limitadores”, declarou Cavalcanti.

De acordo com os números exibidos pelo senador, a produção - que já foi de 120 mil litros diários no começo de 2008 – encolheu para 80 mil em outubro e novembro do ano passado. O volume de fornecedores do programa também recuou: os quase 5.400 existentes no primeiro semestre de 2007 acabaram se resumindo a 3.500 ano passado.

Ele credita o recuo da produção do leite ao congelamento do preço pago pelo Governo aos produtores.

“Faz seis anos que foi estabelecido e, até hoje, o preço não mudou”, criticou Cavalcanti, que emendou: “Com isso, a margem do produtor veio se reduzindo ao longo de todos esses anos, ficando o valor de venda, na prática, já abaixo do custo de produção”.

O senador ainda apontou a importância do programa na garantia de segurança alimentar junto a famílias carentes em todas as regiões paraibanas. Uma delas é a redução da mortalidade infantil.

“De acordo com estimativas divulgadas pela Federação Paraibana de Associações Comunitárias, a taxa de mortalidade infantil, neste segmento de público, caiu – principalmente em função do programa – em mais de 20% entre 2002 e 2004”, apontou o senador.

Roberto Cavalcanti finalizou o pronunciamento pedindo apoio dos colegas em plenário: “Rogo o atento acompanhamento dessa situação pelo conjunto da composição deste plenário. O problema que aponto não é certamente uma exclusividade da Paraíba, mesmo se fosse, é a dor de milhares de brasileiros e brasileiras, todos eles muito pobres e necessitados, que estamos aqui falando!”


Da Assessoria de Imprensa do senador

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parlamento terá dia especial no Fórum Mundial da Água

CNM convoca gestores para mobilização no Congresso Nacional nos dias 7 e 8 de agosto

População de Nova Floresta lamenta o falecimento do ex- vereador João Bolinha.