setembro 17, 2009

Programa do Leite: Roberto aponta redução na produção e cobra ação de Patrus Ananias

O senador Roberto Cavalcanti (PRB) dirigiu hoje pedido ao ministro Patrus Ananias (Desenvolvimento) para revitalizar o Programa do Leite, em operação na Paraíba desde 2003.

Ele cobrou ações para rever as regras atuais do programa e mostrou, no plenário do Senado Federal, dados que sinalizam o declínio na produção, atingindo produtores e famílias em vulnerabilidade social no Estado.

“Creio que a sensibilidade política e social do Governo saberá encontrar um modo de evitar esse verdadeiro desastre, revendo alguns pontos fracos do modelo atual, em especial o preço, e, ainda, alguns outros limitadores”, declarou Cavalcanti.

De acordo com os números exibidos pelo senador, a produção - que já foi de 120 mil litros diários no começo de 2008 – encolheu para 80 mil em outubro e novembro do ano passado. O volume de fornecedores do programa também recuou: os quase 5.400 existentes no primeiro semestre de 2007 acabaram se resumindo a 3.500 ano passado.

Ele credita o recuo da produção do leite ao congelamento do preço pago pelo Governo aos produtores.

“Faz seis anos que foi estabelecido e, até hoje, o preço não mudou”, criticou Cavalcanti, que emendou: “Com isso, a margem do produtor veio se reduzindo ao longo de todos esses anos, ficando o valor de venda, na prática, já abaixo do custo de produção”.

O senador ainda apontou a importância do programa na garantia de segurança alimentar junto a famílias carentes em todas as regiões paraibanas. Uma delas é a redução da mortalidade infantil.

“De acordo com estimativas divulgadas pela Federação Paraibana de Associações Comunitárias, a taxa de mortalidade infantil, neste segmento de público, caiu – principalmente em função do programa – em mais de 20% entre 2002 e 2004”, apontou o senador.

Roberto Cavalcanti finalizou o pronunciamento pedindo apoio dos colegas em plenário: “Rogo o atento acompanhamento dessa situação pelo conjunto da composição deste plenário. O problema que aponto não é certamente uma exclusividade da Paraíba, mesmo se fosse, é a dor de milhares de brasileiros e brasileiras, todos eles muito pobres e necessitados, que estamos aqui falando!”


Da Assessoria de Imprensa do senador

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Dezembro Vermelho

Ao longo deste mês, prédios públicos em todo o Brasil ficarão iluminados de vermelho para marcar a luta contra a aids. Além da iluminação, ...