setembro 25, 2009

Maranhão assina ordem de Serviço para início das obras do Centro de Convenções de João Pessoa nesta segunda-feira

O governador José Maranhão assinará ordem de serviço para o início das obras do Centro de Convenções de João Pessoa, nesta segunda-feira (28), às 11h, no canteiro de obras da Via Engenharia, na rodovia PB–008, Km 5, do Pólo Turístico Cabo Branco, originalmente denominado Costa do Sol, que dá acesso às praias do Litoral Sul do Estado.

A ordem de serviço é o primeiro passo, após longa batalha do atual Governo do Estado, para salvar o projeto do Centro de Convenções das pendências junto ao Tribunal de Contas da União por sobrepreço. Agora, o intuito do governador é reduzir o cronograma da obra para 2010, com intensa contratação de mão de obra e uma otimização do processo construtivo.

O governador José Maranhão confirmou que para o início da execução do projeto já estão assegurados recursos do governo federal da ordem de R$ 10 milhões e outros R$ 30 milhões também já estão sendo garantidos em alguns Ministérios. Além disso, o Governo do Estado investirá recursos próprios da ordem de 20% do valor total da obra (R$ 104 milhões), referente à contrapartida.

O Centro de Convenções de João Pessoa ocupará 342 mil metros quadrados, em uma área de 22 hectares, que faz parte do Pólo Turístico Cabo Branco. O Complexo terá quatro blocos e oferecerá a sociedade paraibana: Torre/Mirante, restaurante; bloco para feira de exposições e eventos; Teatro/Auditório (com de 3mil assentos) e um Centro de Congressos, entre outros espaços.

O projeto do Centro de Convenções é a mais importante obra do pólo Turístico Cabo Branco que, além de promover o desenvolvimento turístico, estabelecerá um marco na política econômica do Estado. O empreendimento foi elaborado pela arquiteta Isabel Caminha da Arte & Arquitetura de um escritório mineiro, será executado pela construtora Via Engenharia e fiscalizado pela Superintendência de Planejamento – SUPLAN.



Marcela Gabínio, Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado da Infraestrutura

Nenhum comentário:

Postar um comentário