junho 29, 2009

Câmara aprova projeto de Wilson Braga que regulamenta a profissão de repentista

A Câmara aprovou o Projeto de Lei nº 1112/07, de autoria deputado federal Wilson Braga (PMDB/PB), que regulamenta a profissão de repentista. A matéria foi analisada em caráter conclusivo pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), e segue agora para análise no Senado.A proposta reconhece o profissional repentista, assegura disciplinamento da jornada de trabalho de forma similar à regulamentada para os músicos e inclui a profissão no quadro de profissões da CLT, uma vez que o repentista sequer chega a ser mencionado na Classificação Brasileira de Ocupações – CBO – do Ministério do Trabalho.A proposição ainda define o repentista como o profissional que utiliza o improviso rimado como meio de expressão artística, transmitindo a tradição e a cultura popular por intermédio do canto, da falta ou da escrita, sendo citados como tais o cantador e o violeiro improvisador, o embolador e o cantador de coco, o poeta repentista, o contador e o declamador de causos, e o escritor de literatura de cordel. “A preservação da cultura nacional passa pelo estímulo e o reconhecimento dos profissionais que a ela se dedicam. A literatura de cordel e o repente são dignos representantes das multiformes expressões culturais de nosso imenso País”, disse Braga satisfeito pela aprovação do seu projeto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário