maio 09, 2009

Mulheres são responsáveis por 20% das doações de sangue no Hemocentro



O Hemocentro da Paraíba quer aumentar o número de mulheres doadoras de sangue, no Estado. Elas respondem, atualmente, por 20% das doações de sangue recebidas pela unidade.

Dentro das ações de conscientização e incentivo desse público, o Hemocentro realizou a Semana das Mães Doadoras e, na manhã desta sexta-feira (8), ofereceu um café da manhã e distribuiu brindes com as mulheres.

A Rede Hemocentro é responsável pelo abastecimento de 33 hospitais e, para isso, precisa de uma média de 2.500 bolsas de sangue por mês. As doações voluntárias rendem em média 2 mil bolsas e, para suprir o déficit, o órgão precisa de mais doadores.

Os requisitos para a mulher doar sangue são quase os mesmos do homem. A diferença é que o homem poder doar a cada dois meses e somar quatro doações ao ano e a mulher doa a cada três meses, até três doações, por ano. Além dessa campanha, de acordo com a hematologista Sandra Sibele, que também responde pela diretoria técnica do órgão, o Hemocentro também realiza palestras em empresas, escolas e outros órgãos públicos e privados.

"Em datas comemorativas nós realizamos campanhas, visando conquistar mais doadores de sangue e sempre fazemos um apelo especial às mulheres", contou a diretora.

Coletas externas - Outra forma encontrada pela unidade para aumentar o estoque de sangue é a realização de coletas externas. Sempre às quartas-feiras, o ônibus do Hemocentro visita uma escola, uma fábrica, repartições públicas e outros órgãos e instituições públicos e privados. A coleta é feita das 8h às 16h.

De acordo com o cronograma elaborado pelo Hemocentro, as próximas coletas externas acontecerão no dia 13, no bairro Mussumagro; no dia 27, no Parque Solon de Lucena (Lagoa) e, no dia 30, no templo da Igreja Universal do Reino de Deus, na Avenida Epitácio Pessoa.

A assistente social do Hemocentro, Maria das Neves Pereira, disse que, a cada mês, são necessárias 2,5 mil bolsas de sangue para atender a demanda. "O que queremos com essas campanhas e coletas externas e manter o nosso estoque de sangue para atender aos 33 hospitais públicos e privados do Estado e que necessitam do sangue do Hemocentro".

O sangue doado no Hemocentro e nos Hemonúcleos passa por exames de Sífilis, HIV, Hepatite B e C e HTLV I e II. Os doadores são submetidos à entrevista clínica, quando são verificados peso, temperatura e pressão arterial. Só pode ser doador quem tiver peso mínimo de 50 kg, idade entre 18 anos a 65 anos e não ingerir bebidas alcoólicas até 24 horas antes da doação.

A rede é composta por uma rede de dez hemonúcleos, distribuídos nos municípios de Guarabira, Picuí, Monteiro, Princesa Isabel, Patos, Piancó, Itaporanga, Cajazeiras, Sousa e Catolé do Rocha, além de um regional em Campina Grande.


Da Secom/PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Dezembro Vermelho

Ao longo deste mês, prédios públicos em todo o Brasil ficarão iluminados de vermelho para marcar a luta contra a aids. Além da iluminação, ...