maio 08, 2009

Governo vai criar programa de micro-crédito para atender artesão

O Governo do Estado está preparando um programa de micro-crédito para contemplar os artesãos paraibanos, de modo que possam ter acesso aos recursos necessários à aquisição de material.

Foi o que informou, nesta sexta-feira (8), o secretário do Desenvolvimento Econômico, Evaldo Nóbrega, durante a abertura do Seminário Regional de Artesanato realizado no auditório do Sebrae.

O evento reuniu integrantes do Programa de Artesanato Paraibano de todas as regiões do Estado. Evento idêntico também ocorrerá nos dias 22 e 29 deste mês, nas cidades de Campina Grande e Patos, respectivamente.

Na abertura do evento, o vice-governador Luciano Cartaxo disse que o governador José Maranhão está empenhado em oferecer condições para que os artesãos possam realizar suas atividades, por entender que se trata de um segmento importante para a economia da Paraíba. Sobre os seminários que estão programados, ele disse que sua realização visa mostrar que o artesanato paraibano tem qualidade.

"O Governo do Estado está à disposição para ajudar a todos a fazer um trabalho cada vez melhor e com isso conquistar novos mercados", comentou.

A presidente de honra do Programa de Artesanato da Paraíba, arquiteta Sandra Moura, disse que a proposta é dar continuidade ao trabalho dos artesão, buscando ampliar com um diferencial, estar sempre oferecendo produtos diferentes e de melhor qualidade.

Sandra Moura informou que, em Campina Grande, durante o mês de junho, os artesãos terão oportunidade de mostrar seus produtos durante a realização do Maior São do Mundo, aproveitando a presença de turistas de todas as partes do país. "Os artesão terão pouco mais de vinte dias para produzir peças diferenciadas para expor e comercializar neste evento", disse.

Pelo menos 300 artesãos residentes nas regiões do Litoral e na Zona da Mata participaram do evento. Para o dia 22, o seminário acontecerá em Campina Grande, no Centro de Convenções Raymundo Asfora, no Garden Hotel, com a presença de 600 artesãos das regiões do Brejo, Curimataú, Cariri e Agreste e para Patos. No dia 29 deve contar com de 200 artesãos do Sertão paraibano.

O Programa de Artesanato Paraibano e o Sebrae promoveram a palestra sobre "Mercado Justo", destacando a comercialização, ministrada pelo consultor Júlio Ledo de Melo, do Artesanato Solidário e do projeto Jovem Artesão e Pró-Criança de Pernambuco. O objetivo foi mostrar a importância de aplicar o preço justo nos seus produtos, para que não se tornem exorbitantes, bem como também não ficarem muito abaixo do mercado.

Os artesãos também tiveram oportunidade de ouvir a palestra "Motivacional", ministrada pelo consultor do Sebrae Paraíba, Valdorílio Soares, quando abordou a importância de se superar crises, acreditar nos projetos de vida e nunca desistir dos sonhos.

O Programa de Artesanato Paraibano, que tem como coordenadora de honra a arquiteta Sandra Moura e como coordenadora executiva a professora Marielza Rodriguez Targino de Araújo, programou a realização do 10º Salão de Artesanato da Paraíba no dia 28 deste mês em Cajazeiras, no sertão paraibano.

Na ocasião irá homenagear o grupo Loiça, formado por artesãs cajazeirenses que desenvolvem artesanato com o barro, oferecendo ao mercado peças de alta qualidade e design inovador, a exemplo da cerâmica bordada.


Da Secom/PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Dezembro Vermelho

Ao longo deste mês, prédios públicos em todo o Brasil ficarão iluminados de vermelho para marcar a luta contra a aids. Além da iluminação, ...