maio 08, 2009

Estrelas prontas para brilhar no Brasileirão 2009


O Campeonato Brasileiro que começa neste sábado tem razões de sobra para alcançar a maior média de público desde 2003, primeiro ano sob pontos corridos.
Além da paixão pelos clubes, os torcedores terão “temperos” para frequentar os estádios nacionais: Ronaldo, Adriano, Fred, D’Alessandro, Hernanes, Ramires. Há muito tempo o Brasileiro não iniciava com tantos astros.
A crise econômica mundial, aliada ao desejo de jogadores que estavam há anos longe de casa, dão cara europeia à competição. Os europeus deixaram de investir milhões em atletas de retorno duvidoso. Os cofres brasileiros sofrem, mas o público festeja.
A dupla de ataque titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2006, por exemplo, estará nos clubes mais populares do país: Ronaldo já conquistou os corintianos com o título paulista. E ontem Adriano chegou ao Flamengo, que o revelou em 2001.
Um dos reservas de 2006, Fred, será a principal esperança de gols do Fluminense. O cenário é mais animador ainda porque todos pertencem aos clubes: não há empréstimos, nem grupos de investidores com direitos econômicos.
O rol de jogadores que disputaram um Mundial é maior: seis pentacampeões, de 2002, estarão em ação. Além de Ronaldo, artilheiro da Copa com oito gols, os goleiros Marcos e Rogério Ceni, o versátil Edmílson, o lateral Júnior e o volante Kleberson.
Na Seleção atual, de Dunga, há jogadores como Miranda, do São Paulo, e Kléber, do Internacional, além de outros postulantes. O treinador admite que a proximidade de atletas consagrados pode facilitar também para que voltem a usar a camisa amarela.
Esses jogadores têm a expectativa de chegar à Seleção e, felizmente, estão voltando. Isso também facilita para o treinador observá-los – comemorou Dunga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário