Com queda de R$ 120 mi na arrecadação, Maranhão admite vender folha de pagamento para repor perdas


“Nestes quatro meses do governo, a receita do Estado teve queda de R$ 120 milhões. Perdemos R$ 30 milhões por mês. A partir de março começamos a controlar para que esta queda não aumentasse”, disse o governador José Maranhão em entrevista a jornalistas convidados na estreia do programa “Palavra de Governador”, na Rádio Tabajara.

Uma das medidas estudadas para sanar o problema, segundo Maranhão é a venda da folha de pagamento, hoje gerenciada pelo Banco Real. Isto, segundo o governador, será necessário para repor as perdas na arrecadação.

“Claro que o Fundo de Participação dos Estados, que representa 40% a 45% da receita corrente liquida, foge ao nosso controle, porque é controlada pelo Governo Federal, e que sentiu os efeitos da crise internacional. Mas as perdas também foram provocadas pela redução do IPI para automóveis”, disse.

O governador disse ainda que não faz sentido manter a folha de pagamento no Banco Real ou em qualquer outra instituição bancária da rede privada, pois estes bancos praticam taxas muito elevadas de empréstimo consignado, incomodando os servidores.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

População de Nova Floresta lamenta o falecimento do ex- vereador João Bolinha.

Parlamento terá dia especial no Fórum Mundial da Água

Wilson Santiago e Wilson Filho são recebidos por lideranças politicas em Ingá