maio 12, 2009

Cássio: ‘Não há diferenças pessoais com Maranhão, mas políticas diferentes que motivam separação’


Há uma linha tênue que separa as divergências políticas e pessoais entre o governador José Maranhão (PMDB) e o ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB). Mas Cássio tratou de separar as duas coisas em entrevista no Grupo WSCOM de Comunicação. “Não tenho diferenças pessoais com Maranhão, mas nossas posturas políticas são tão diferentes que motivam a separação”, disse Cássio, descartando a possibilidade de vir a dividir palanque com o peemedebista em situações futuras.

“Basta analisar a agenda do governador. Ele não se preocupa com a crise que se instalou no estado, com os projetos em andamento, e na sua agenda só há audiências e políticas partidárias. O que denota que Maranhão, mal começou o governo, já iniciou sua campanha à reeleição”, criticou.

O tucano chama a atenção para projetos que deixou prontos para serem implantados e que teriam sido ignorados pela atual gestão. Ao mesmo tempo, defendeu-se das críticas que o peemedebista tem feito ao seu mandato. “Não há sucateamento no Trauma. Há, sempre, ajustes que precisam ser feitos, como manutenção”, disse.

Para Cássio, a democracia paraibana peca pelo excesso de mandatos eletivos a que um político pode se submeter. Ele chama a atenção para o fato de que Maranhão está exercendo seu terceiro mandato, e se encaminhando para o quarto.

“A mais madura democracia, que é a dos Estados Unidos, só permite que um presidente seja eleito e reeleito uma única vez, e depois ele jamais poderá se candidatar novamente, por mais genial que tenha sido. Isso respeita o princípio fundamental da alternância de poderes”, exemplificou.

Para essa alternância entre poderes, Cássio reafirmou a postura do PSDB, de apoiar a candidatura do senador Cícero Lucena, ou do também senador Efraim Morais (DEM) para disputar as eleições estaduais no ano que vem.

do wscom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Dezembro Vermelho

Ao longo deste mês, prédios públicos em todo o Brasil ficarão iluminados de vermelho para marcar a luta contra a aids. Além da iluminação, ...