Roseana Sarney toma posse no Maranhão


Roseana Sarney (PMDB) tomou posse nesta sexta-feira (17) como governadora do Maranhão, na Assembleia Legislativa da estado, mas o governador cassado Jackson Lago (PDT) se recusa a deixar o palácio do governo.


Segundo a assessoria do ex-governador, ele não concorda com a decisão do TSE e afirmou que vai "resistir até quando for possível". Lago aguarda uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre recurso protocolado.


Jackson Lago considera a cassação inconstitucional, uma vez que, conforme a assessoria, a lei estadual prevê que uma cassação no segundo biênio do mandato seja seguida de nova eleição.

Ainda de acordo com a assessoria, o palácio do governo no momento está cercado de populares que supostamente não aceitam a cassação de Lago, além de policiais militares que garantem a segurança no local.


Após a cerimônia de posse, Roseana Sarney foi para sua residência em São Luís, onde passará o fim de semana. Conforme a assessoria da nova governadora, a expectativa é de que a questão com Jackson Lago se resolva com tranquilidade. Ela pretende começar a trabalhar na segunda-feira (20).]

Discurso

Ao tomar posse, Roseana discursou e afirmou que pretende "reconstruir" o Maranhão e criticou a gestão anterior.


"Chego com consciência de que nosso estado atravessa dias difíceis. Assumo com a certeza de que terei trabalho para superar as dificuldades criadas a através das operações com as finanças (da gestão anterior). Venho com o entusiasmo de sempre para recolocar o Maranhão nos trilhos da legalidade e do desenvolvimento."


Ela afirmou, no entanto, que está com "as mãos estendidas" para não haver conflitos na transição. "O meu amor pelo Maranhão é maior que tudo isso. Trago a todo povo do Maranhão uma mensagem de paz. Trago as mãos estendidas a todos que queiram participar da reconstrução do nosso estado."


Roseana, que foi líder do governo federal no Congresso, afirmou que vai atuar em parceria com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


Ritual

Antes, Roseana foi diplomada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Segundo a assessoria do TRE, foi uma cerimônia rápida, em que Roseana e o vice receberam os diplomas. Ela nem mesmo discursou no evento e seguiu para Assembleia do estado.


Pouco antes da diplomação, a carta de renúncia de Roseana foi lida no plenário do Senado. O primeiro secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), leu o documento


"Tendo em vista decisão do TSE, comunico que optei por assumir o cargo de governadora do estado do Maranhão, razão pela qual deixo a partir deste momento o cargo de senadora pelo estado", dizia a carta. Para assumir o cargo de governadora, Roseana teve de renunciar à cadeira no Senado.



Confirmação e cassação

Na quinta-feira, a senadora foi confirmada como nova governadora do Maranhão pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que manteve a cassação do governador Jackson Lago (PDT).


O governador cassado do Maranhão, Jackson Lago (PDT), classificou o julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de “farsa”. “Nós acabamos de assistir a uma farsa, mas apesar disso é preciso serenidade neste momento”, afirmou Lago, que assistiu ao julgamento do TSE pela TV, no Palácio dos Leões, ao lado de aliados. A expectativa é de que ele recorra da decisão do TSE no Supremo Tribunal Federal (STF).


Já Roseana Sarney qualificou a decisão que a coloca no comando do Maranhão como “justiça”. Ela confirmou que já tem equipe montada para assumir o governo. A senadora saudou o desfecho do julgamento. “A decisão do TSE representa justiça. Agora é fazer o melhor pelo Maranhão”, afirmou.


Lago não deverá comparecer à cerimônia de transmissão do cargo. A faixa deverá ser entregue a Roseana pelo presidente da Assembleia, Marcelo Tavares (PSB). As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".


G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parlamento terá dia especial no Fórum Mundial da Água

População de Nova Floresta lamenta o falecimento do ex- vereador João Bolinha.

Wilson Santiago e Wilson Filho são recebidos por lideranças politicas em Ingá