abril 29, 2009

Ronaldo Cunha Lima vai a júri popular na Capital

O ex-governador da Paraíba, Ronaldo Cunha Lima (PSDB), foi pronunciado pelo juiz do 1º Tribunal do Júri da Capital e deve ir a julgamento popular por tentativa de homicídio. Resta apenas um recurso, mas para o promotor no caso, Francisco Antônio Sarmento, as chances desta prerrogativa da defesa ser aprovada são mínimas.

Ronaldo é acusado de disparar três tiros contra o também ex-governador Tarcísio de Miranda Burity. O crime ficou conhecido como “Caso Gulliver” e aconteceu em 1993, quando Cunha Lima era governador do Estado.

Em linhas gerais, na linguagem jurídica a sentença de pronúncia significa que o juiz acha que o processo está correto e que é justo que o réu responda às acusações em júri popular. Segundo o promotor, a decisão do juiz ocorreu entre o final do mês de março e o início deste mês.

Ele disse que ainda cabe um recurso, antes de Ronaldo Cunha Lima ser julgado em júri popular pelas acusações. Nesse caso, a defesa do ex-governador deve continuar insistindo na tese que o crime está prescrito, não havendo assim, necessidade de julgamento. “O recurso provavelmente será derrubado”, comentou o promotor.

Mas, ainda deve demorar alguns meses para que a decisão sobre o julgamento de Ronaldo seja definida. Francisco Antônio Sarmento acredita que isso deve acontecer apenas daqui a uns seis meses.

do portal correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Dezembro Vermelho

Ao longo deste mês, prédios públicos em todo o Brasil ficarão iluminados de vermelho para marcar a luta contra a aids. Além da iluminação, ...