Homem é acusado de tentar agredir Maranhão e é preso durante evento da justiça no Hotel Tambaú

Um homem, identificado como Erivan Oliveira, foi preso na noite desta quinta-feira (2), acusado de tentar agredir o governador José Maranhão (PMDB) pouco antes da abertura do X Congresso Nacional de Justiças Militares. O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, participa do evento.

As primeiras informações dão conta de que Erivan Oliveira teria tentado atingir o governador com um murro no rosto, mas oficialmente essa versão não prosperou. Fontes policiais informam que ele apenas tumultuou o evento agredindo o governador verbalmente.

Levado à 3ª Delegacia Distrital, na Avenida Epitácio Pessoa, onde está sendo autuado, Oliveira garante que tudo não passou de um mal entendido. O delegado Luiz Gonzaga, após conversa reservada com o acusado, está deduzindo que ele sofre de problemas psicológicos, com indícios de esquizofrenia ou sociopatia.

Desde que as primeiras informações sobre o episódio no Hotel Tambaú passaram a ser propagadas, no boca a boca, integrantes do Governo do Estado se esforçaram para desmentir o epidósio, assegurando que nada aconteceu com o governador. Segundo a versão oficial, o homem foi barrado na entrada do evento, no momento em que o governador nem havia chegado, e gerou certo tumulto, sendo preso pela polícia.

Familiares de Erivan Oliveira chegaram à 3ª Delegacia Distrital, por volta das 22h00, e já tentam a liberação do rapaz junto ao delegado Luiz Gonzaga, que adiantou haver a disposição de liberar o acusado, por ter sido comprovado ter havido apenas um mal entendido, de fato

do pbagora

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parlamento terá dia especial no Fórum Mundial da Água

População de Nova Floresta lamenta o falecimento do ex- vereador João Bolinha.

Wilson Santiago e Wilson Filho são recebidos por lideranças politicas em Ingá