abril 21, 2009

Em comemoração ao dia do policial o Secretário da Segurança, Gustavo Gominho, parabeniza policiais

Reconhecendo a importância do trabalho policial para a manutenção da segurança e do bem-estar social, o Secretário da Segurança e da Defesa Social, Gustavo Ferraz Gominho parabeniza todos os policiais paraibanos pelo seu dia, comemorado nesta terça-feira (21).

A aridez da atividade policial e a doação de si mesmo para o cumprimento do dever foram lembradas pelo secretário como características que tornam o policial um verdadeiro herói. “São ações abnegadas de companheiros que expõem a própria vida, lançando-se na luta, sempre em defesa do pleno exercício da cidadania, subjacente, então, ao zelo da Segurança Pública de cada cidadão”, lembrou o secretário e também policial federal, em mensagem à categoria, que segue logo abaixo, na íntegra.

O desafio que o tempo atual inflige nos lembra o gesto de bravura do alferes José Joaquim da Silva Xavier, o Tiradentes, Patrono da Polícia, que se imortalizou deixando o seu exemplo àqueles que devem assumir suas ações diárias com o desvelo de quem, como o “Mártir da Independência,” deve oferecer a vida na defesa dos interesses da sociedade.

Fazer polícia é uma tarefa árdua. Mas a consciência da doação de si mesmo, a suprema renúncia da família e o exato cumprimento do dever nas missões, tornam cada policial um herói. É assim que o governo atual vê cada policial.

Sabemos da expectativa de todos em relação às ações que serão empreendidas em nossa gestão. A princípio, queremos deixar claro que, entre as nossas experiências profissionais, de quase quatro décadas, uma que marcou nossa vida e sempre servirá de base, na caminhada, foi a de policial.

Durante quase 40 anos no Departamento de Polícia Federal, testemunhei, diuturnamente, ações abnegadas de companheiros que expunham a própria vida, lançando-se na luta, sempre em defesa do pleno exercício da cidadania, subjacente, então, ao zelo da Segurança Pública de cada cidadão.

Creio que é esse o testemunho de todos os que integram a área policial, independentemente da competência de cada instituição. Devemos reconhecer a árdua missão do policial, não somente hoje, mas todos os dias. Esse exemplo de sentir na pele e de testemunhar os riscos que a função apresenta, teriam que ser explicitados para tranqüilizar a todos que estamos aqui para ajudar essa família a crescer e poder dizer do esforço conjunto de todos para a realização desse intento.

Adotamos a posição filosófica, que aprendi ao longo das experiências nos vários campos da existência, de que nenhum homem caminha solitário, jamais um homem solitário conseguirá edificar o seu objetivo. Por assim ser, é que temos buscado esse esforço conjunto para todos, governo, sociedade e cada um de nós, numa demonstração de competência e abnegação, podermos contribuir para a Paz Social.

A propósito, o governo está convencido de que o melhor investimento é a valorização do material humano, oferecendo ensinamentos que norteiem a dura jornada de trabalho, assim teremos, em breve, uma serie de cursos e reciclagens que visem, antes de tudo, renovar o estimulo e aumentar a auto-estima. Para tanto, estamos firmando parcerias com outras instituições a fim de oferecermos um programa de dois anos de cursos e aperfeiçoamentos para as polícias Civil e Militar.

A Polícia Civil de Carreira, criada por força da Lei nº 7.273, de 21 de agosto de 1981, para o exercício das funções de polícia judiciária e apurações de infrações penais, que nos é diretamente subordinada, tem ao longo de sua existência demonstrado que tem preparo suficiente, para missão que lhe é pertinente. A polícia militar com quase dois séculos tem sido exemplo de bravura.

Por isso, queremos, por oportuno, tranqüilizar a todos, do nosso compromisso com reais valores do cidadão e assegurar que nosso desejo é acertar, e isso só será possível, quando comungarmos do mesmo propósito de ser cidadão, antes de ser policial, para ser policial cidadão, respeitando os direitos humanos e sendo, igualmente, respeitando e reconhecido como instrumento da paz social.

É com esta convicção, pois, que exorto a todos, neste dia, a pedirmos a Deus, a sabedoria necessária ao desempenho de nossas funções e a confiança de que o governo está debruçado sobre as necessidades da família policial. Assim, exaltamos o desempenho de cada policial, nos congratulando com o seu Dia e conclamando as categorias e os segmentos da hierarquia militar, pela unidade e perseverança, na certeza de que os frutos virão, quando trabalhamos com dedicação, desvelo e abnegação.

Secom

Nenhum comentário:

Postar um comentário