Guilherme quer o Ministério Público apurando suposta fraude


O deputado Guilherme Almeida (PSB) sugeriu que o Ministério Público investigue a suposta adulteração da ata da reunião da Executiva Estadual do seu partido no dia 26 de novembro de 2008. Ele acusou a direção estadual do PSB de ter adulterado o documento que traz a resolução do partido condicionando a participação de parlamentares no Governo do Estado a uma autorização da legenda.

O parlamentar mostrou na tribuna da Assembléia Legislativa do Estado, durante a sessão de ontem, documento emitido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Nesse documento não consta a resolução anunciada pela cúpula do PSB. Para ele, a possível fraude merece ser investigada pelo Ministério Público, pois, na opinião do deputado, a legenda cometeu crime.

O vereador do PSB Ubiratan Pereira, o Bira, secretário geral do partido, negou qualquer tipo de fraude ou de adulteração na ata. Segundo ele, o que existe, na verdade, são duas versões para o documento: a ata encaminhada ao TRE contém apenas as informações “burocráticas”, que tratam sobre formação de comissões e possíveis intervenções. Já a ata que está em poder da Direção, explicou, traz em acréscimo as questões relativas às estratégias políticas da legenda.


do portalcorreio

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parlamento terá dia especial no Fórum Mundial da Água

População de Nova Floresta lamenta o falecimento do ex- vereador João Bolinha.

TERMO DE DOAÇÃO