março 04, 2009

Guilherme quer o Ministério Público apurando suposta fraude


O deputado Guilherme Almeida (PSB) sugeriu que o Ministério Público investigue a suposta adulteração da ata da reunião da Executiva Estadual do seu partido no dia 26 de novembro de 2008. Ele acusou a direção estadual do PSB de ter adulterado o documento que traz a resolução do partido condicionando a participação de parlamentares no Governo do Estado a uma autorização da legenda.

O parlamentar mostrou na tribuna da Assembléia Legislativa do Estado, durante a sessão de ontem, documento emitido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Nesse documento não consta a resolução anunciada pela cúpula do PSB. Para ele, a possível fraude merece ser investigada pelo Ministério Público, pois, na opinião do deputado, a legenda cometeu crime.

O vereador do PSB Ubiratan Pereira, o Bira, secretário geral do partido, negou qualquer tipo de fraude ou de adulteração na ata. Segundo ele, o que existe, na verdade, são duas versões para o documento: a ata encaminhada ao TRE contém apenas as informações “burocráticas”, que tratam sobre formação de comissões e possíveis intervenções. Já a ata que está em poder da Direção, explicou, traz em acréscimo as questões relativas às estratégias políticas da legenda.


do portalcorreio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Dezembro Vermelho

Ao longo deste mês, prédios públicos em todo o Brasil ficarão iluminados de vermelho para marcar a luta contra a aids. Além da iluminação, ...