março 27, 2009

Guilherme Almeida formaliza no TRE consulta sobre desfiliação do PSB e reafirma perseguição


O deputado estadual Guilherme Almeida (PSB) formalizou, às 18h03 desta quinta-feira, no Tribunal Regional Eleitoral, sua consulta sobre a possibilidade de desfiliação ao seu partido, sob a argumentação de que estaria sofrendo “perseguição” interna na legenda, sem que isso represente ameaça a seu mandato eletivo.

No documento apresentado ao TRE-PB, Guilherme Almeida faz uma exposição detalhada sobre todos os fatos que, internamente no partido, o tem deixado numa situação desconfortável. O principal ponto destacado na consulta, naturalmente, diz respeito à crise criada a partir do convite que lhe foi feito pelo governador José Maranhão (PMDB) para assumir a Secretaria de Interiorização.

Segundo Guilherme Almeida, o fato de ele ocupar uma pasta no primeiro escalão do Governo do Estado seria motivo para fortalecimento do partido, mas internamente ele passou a ser perseguido porque isto contrariaria interesses políticos do presidente do PSB da Paraíba, prefeito Ricardo Coutinho – já que a licença do deputado significaria a ascenção à sua cadeira da advogada Nadja Palitot.

Guilherme Almeida, em entrevista ao PB Agora, na manhã desta sexta-feira, reafirmou que Campina Grande, sua base eleitoral, “clama” para que ele assuma o cargo. Ele acredita também que, no prazo máximo de 70 dias, o TRE formalizará uma resposta à sua consulta. Ele garante que sua possível saída do partido independe, à essa altura, de qualquer nomeação do governador José Maranhão para o cargo prometido.

do pbagora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Dezembro Vermelho

Ao longo deste mês, prédios públicos em todo o Brasil ficarão iluminados de vermelho para marcar a luta contra a aids. Além da iluminação, ...