“Boquinha” de Philemom Rodrigues na Câmara Federal é destaque na imprensa nacional

Ex-deputado federal pela Paraíba, o petebista Philemom Rodrigues não tem mandato, mas não largou o osso na Câmara Federal. A coluna deste domingo (22) do jornalista Cláudio Humberto, que escreve para jornais de todo país, traz a informação de que o parlamentar, acusado de participar do esquema Sanguessuga, foi nomeado para cargo de assessor de relações internacionais no gabinete do presidente da Casa, Michel Temer (PMDB-SP). Philemom recebe quase R$ 8 mil pelo cargo de Natureza Especial, segundo Cláudio Humberto.

VEJA A NOTA

“Sanguessua” ganha boquinha na Câmara

O ex-deputado Philemom Rodrigues, do PTB, acusado de envolvimento no escândalo dos Sanguessugas, conseguiu uma boquinha de R$ 7 mil por mês: foi nomeado para cargo de NE (Natureza Especial) na assessoria de relações internacionais no gabinete do presidente Michel Temer, do PMDB. Ex-deputado por Minas, ele era da bancada da Paraíba quando o estourou o escândalo. Ele sempre negou envolvimento no caso.

do pbagora

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parlamento terá dia especial no Fórum Mundial da Água

CNM convoca gestores para mobilização no Congresso Nacional nos dias 7 e 8 de agosto

População de Nova Floresta lamenta o falecimento do ex- vereador João Bolinha.