Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 29, 2008

Em 06 meses prefeituras torram 5 mil reais em Diárias

Muitos prefeitos paraibanos se beneficiaram com o uso de diárias pagas pelas prefeituras este ano. Dados do Sistema Sagres do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) mostram que, neste ano, em seis meses, as prefeituras paraibanas chegaram a gastar R$ 5.090.778,51 com diárias. Nos dados de nove prefeituras: Bom Jesus, Catingueira (administrada pelo prefeito reeleito este ano Edivan Félix), Catolé do Rocha, Gurinhém, Pilar, São Domingos do Cariri, São José dos Cordeiros, São Sebastião de Lagoa de Roça e Serra Branca não constam uso de diárias e, caso tenham feito, não informaram para o TCE-PB, pois, ao fazer a pesquisa nada há incluído para o item ‘diárias’.
Pelo levantamento, a Prefeitura de João Pessoa, capital do Estado, é a campeã: mais de R$ 190 mil, que pode-se até se justificar com a demanda que existe. No entanto, na segunda colocação, está o município de Logradouro (localizado na região do Curimataú), que possui, de acordo com dados de 2007 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geogra…

Cássio muda promoções na PM e entidade vê 'imoralidade'

O presidente do Clube dos Oficiais da Polícia Militar (COPM) da Paraíba, coronel Francisco de Assis Silva, contestou ontem o Decreto nº 30.109/2008, do Governo do Estado, que reduz o tempo mínimo de permanência de oficiais nas patentes, para efeito de promoção. Pelo Decreto, um oficial pode chegar ao posto de coronel com apenas 8 anos, 7 meses e meio de oficialato, enquanto que antes isso era possível com 12 anos, 4 meses e meio. “Se fizermos as contas, perceberemos que, se o oficial tiver padrinho político forte, com menos de vinte anos de serviço pode ir para a reserva”, observou o coronel. Ele informou que vai se reunir hoje com sua assessoria jurídica para definir que medida irá adotar para conter o que classificou de “imoralidade”.

O Decreto nº 30.109/08 foi publicado no Diário Oficial dia 24 de dezembro e reduz de 24 para 18 meses o tempo para que um segundo-tenente passe a primeiro-tenente. Para chegar a capitão, um primeiro-tenente deve ficar por, no mínimo, 27 meses no posto, …

Greve dos delegados: Governo afirma impasse, corta ponto e fala em demissão por justa causa

“Eles só encerram greve com diálogo; eu só dialogo com fim de greve”, sentenciou o governador Cássio Cunha Lima (PSDB) a respeito da greve dos delegados de Polícia Civil, que já dura mais de 20 dias. Cássio determinou o corte de ponto dos servidores parados, e já admitiu a possibilidade de demiti-los por justa causa.

“Atendendo a um apelo de nosso arcebispo dom Aldo Pagotto, recebi um grupo de delegados há 15 dias e deixei muito claro que a greve é ilegal e inoportuna. Não podemos nos confrontar com decisões da Justiça”, disse.

Ato extremo – Cássio afirmou que os delegados estão fazendo greves ‘por brincadeira’ e que o Governo está ainda implantando o acordo firmado na última greve em abril. “Já dei a ordem à secretaria de Administração para cortar o ponto, vamos anotar as faltas e, se preciso for, convocá-los por Diário Oficial e vamos demitir por justa causa, se preciso for”, disse.

“É inevitável reconhecer que há um aumento no padrão salarial dos delegados da Polícia Civil da Paraíba,…