novembro 08, 2008

Romero tenta mas não consegue estancar briga entre aliados de Cássio



O deputado estadual licenciado e secretário de Interiorização das Ações Governamentais, Romero Rodrigues (PSDB) foi escalado para estancar um início de briga interna entre os aliados do governador Cássio Cunha Lima (PSDB) pela presidência da Câmara Municipal de Campina Grande.

Nesta sexta-feira (7), Romero, que já presidiu a Casa, deu declarações tentando pôr ordem na discussão e apontando qual deve ser a postura dos aliados de Cássio no processo.

Romero afirmou que a vereadora eleita Daniella Ribeiro (PP), filha do ex-deputado federal Enivaldo Ribeiro (PP) e irmã do deputado estadual Agnaldo Ribeiro (PP) deve não mais se apresentar na mídia como provável candidata. Segundo ele, não há definição em relação ao nome que vai ocupar a presidência do legislativo campinense.

De acordo com matéria publicada no portal www.paraiba.com.br, a declaração de Romero foi “uma resposta às especulações que davam conta de um suposto acordo para elevar Daniella Ribeiro ao cargo como parte de uma negociação que tirou o irmão dela, Agnaldo Ribeiro, da condição de candidato a prefeito da cidade”.

Ele desmentiu Daniella, ao afirmar que o que foi dito pela vereadora eleita não passou de declaração dela própria, que não representa qualquer indicativo do grupo do governador. “Eu conversei com os vereadores Ivonete Ludgério, Inácio Falcão e Nélson Gomes Filho e eles se mostraram determinados a concorrer. Não há definição do nosso grupo quanto à presidência da Câmara”, afirmou Romero.

Ao reportar-se ao fato de Daniella espalhar na imprensa paraibana que existe um acordo para que seu seria nome seja consenso dentro do grupo, Romero foi taxativo. “Não existe acordo. E se existiu, isso não chegou ao meu conhecimento. Eleição de Câmara é um processo complicado e o presidente não pode ser imposto. Sempre há a união dos que foram reeleitos. Fazer acordo prévio seria algo prematuro”.

O Agência Paraíba teve acesso a informações de que a declaração de Romero não foi bem aceita junto a Enivaldo, Agnaldo e Daniella. Entretanto, eles não foram localizados para comentar as declarações do secretário.


Do AgênciaParaíba.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Dezembro Vermelho

Ao longo deste mês, prédios públicos em todo o Brasil ficarão iluminados de vermelho para marcar a luta contra a aids. Além da iluminação, ...