novembro 25, 2008

Em parceria com Tribunal de Justiça, AEMP realiza última versão do Casamento Comunitário na atual Gestão

por Evandro da Nóbrega,

coordenador de Comunicação

Social do Judiciário paraibano



Em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado, a Associação das Esposas de Magistrados e das Magistradas (AEMP) realizou na tarde desta sexta-feira, 21 de novembro, o último de uma série de casamentos comunitários programados pela atual gestão da entidade. A AEMP já promoveu a legalização da união civil, dentro da legislação vigente, de centenas de casais em todo Estado.

O vice-presidente do TJ-PB, no exercício de sua Presidência, desembargador Genésio Gomes Pereira Filho, presidiu a solenidade, ao lado da vice-presidente da AEMP, Dra. Rozane Gomes Pereira, sua esposa.


LEGALIZANDO AS UNIÕES

O magistrado parabenizou a dirigente por mais essa iniciativa da AEMP, a de promover nova solenidade visando à legalização das uniões civis de casais. E desejou votos de felicidades aos que ora se iniciam na vida matrimonial normalizada e legalizada.

Já a vice-presidente da AEMP, Rozane Pereira Gomes, fez questão de expressar sua satisfação e emoção em participar de cerimônia tão importante para a vida de tantos casais. “Apesar de o programa de Casamentos Comunitários ter nascido na gestão anterior, tivemos a preocupação de dar continuidade a tais iniciativas, para que mais casais tivessem a oportunidade de legalizar seu relacionamento conjugal”, ressaltou ela.

“SIM” COLETIVO E UNÍSSONO

O Auditório “Desembargador Francisco Floriano da Nóbrega Espínola”, do Fórum Cível “Desembargador Mário Moacyr Porto”, tornou-se pequeno para abrigar os casais e seus familiares. Ao todo foram 119 noivos que responderam à pergunta do juiz Romero Feitosa: “Vocês desejam se unir em matrimônio com a pessoa que está a seu lado?” Os casais responderam com um "sim", num só coro, que ecoou pelos quatro cantos do grande salão.

Representando todos os casais, o casal Eliene Paulo da Silva e Leandro André da Silva recebeu das mãos do presidente em exercício do TJ-PB e da vice-presidente da AEMP a sua certidão de casamento. O juiz Romero Feitosa, da 7ª Vara Civil da Capital, responsável pela legalização da união dos casais, falou da sua satisfação de realizar mais uma cerimônia de casamento comunitário.

CASAMENTO, NASCIMENTO, MORTE

— Não há dia mais feliz do que o dia em que a gente se casa, por ser o casamento a mais antiga das instituições e a de maior importância na vida civil — disse o magistrado, lembrando mais duas outras felicidades: o nascimento e a morte: “O casamento, por ser da livre vontade das criaturas; e o nascimento e a morte, do Criador".

Para o Dr. Romero Feitosa, “assistimos, hoje, à felicidade que se busca e que se deseja com a união conjugal. Muitos de vocês já vivem, há anos, em convivência matrimonial. Alguns até já têm netos. Mas, na verdade, é o coroamento dessa união que deve ser o motivo da felicidade vivida nesse momento".

ÚLTIMOS CASAMENTOS DO ANO

Para a realização da última cerimônia comunitária deste gênero, na atual gestão da AEMP, a entidade contou novamente com a parceria da ANOREG (Associação dos Notários e Registradores do Estado), que tem como presidente o tabelião Germano Carvalho Toscano de Brito; do Cartório Azevedo Bastos e a ARPEN, presidida pelo tabelião Walber Azevedo.

Segundo relata a jornalista Clélia Toscano, que cobriu esta atividade conjunta do TJ-PB e da AEMP para a Coordenadoria de Comunicação Social do Judiciário paraibano, os agradecimentos se estenderam também a outros parceiros, como as Sras. Maria Helena, Ione Pimenta, Inês Cunha e, em especial, às aempianas Socorro Montenegro e Aparecida Gadelha, entre outros.

fonte: www.tjpb.jus.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário