DEM pede o cumprimento de decisão sobre perda do mandato de Walter Brito

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu reclamação do Democratas (DEM), com pedido de liminar, para que a Câmara dos Deputados cumpra decisão e decrete a perda do mandato do deputado federal Walter Brito Neto (PRB-PB). Eleito pelo DEM, o deputado deixou a legenda e filiou-se ao PRB, o que foi considerado caso de infidelidade partidária pelo TSE.

Na reclamação protocolada no TSE, o Democratas afirma que a Câmara dos Deputados, embora notificada para dar posse ao primeiro suplente do partido na vaga de Walter Brito, instaurou um processo administrativo para assegurar o amplo direito à defesa ao parlamentar.

“O procedimento adotado pela Mesa da Câmara dos Deputados revela o chapado descumprimento da decisão do Tribunal Superior Eleitoral. Primeiro, porque a situação não se confunde com as hipóteses constitucionais de perda de mandato eletivo. Segundo, porque, uma vez proclamada judicialmente a infidelidade partidária do detentor do mandato eletivo, caberia tão-somente ao presidente do órgão legislativo competente empossar o suplente no prazo de dez dias”, sustenta o DEM.

O Democratas pede, na reclamação, a concessão de liminar para assegurar a posse imediata do primeiro suplente do partido.

“Resta evidente que a reclamada [Mesa Diretora da Câmara] está a descumprir a decisão proferida por este Tribunal Superior Eleitoral. E o certo é que essa situação exige uma pronta solução por parte desta Corte”, afirma o partido.

Entenda o caso
Com base na Resolução 22.610/07, o TSE julgou procedente ação do Democratas e determinou a perda do mandato do deputado Walter Brito Neto em 27 de março de 2008. A resolução exige justa causa para a mudança de legenda a partir de 27 de março de 2007 e firma entendimento de que o mandato pertence ao partido e não ao parlamentar.

No julgamento, Walter Brito não demonstrou grave discriminação pessoal que tenha motivado a desfiliação do DEM. Os recursos apresentados pelo deputado para preservar seu mandato foram negados pelo próprio TSE, assim como a tentativa de enviar o processo para o Supremo Tribunal Federal.



Do site do TSE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parlamento terá dia especial no Fórum Mundial da Água

CNM convoca gestores para mobilização no Congresso Nacional nos dias 7 e 8 de agosto

População de Nova Floresta lamenta o falecimento do ex- vereador João Bolinha.