outubro 30, 2008

demissão em massa: 27 médicos deixam o Hospital Santa Isabel

Os 27 médicos que atuam no setor de ortopedia do Santa Isabel decidiram pedir demissão. A categoria alega que com a transferência das urgências e emergências para o Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio Burity (CHMGTB), a partir da próxima segunda-feira, os salários também serão reduzidos.

O sindicato dos médicos da Paraíba explica que o contrato da cooperativa de ortopedia terminaria em dezembro e a categoria decidiu antecipar. "Eles tiveram corte nos plantões noturnos no Hospital Santa Isabel, o que implica na redução salarial dos médicos", disse um dos diretores do sindicato, Wandeberg Gomes, que também é cirurgião no Santa Isabel.

Para o Sindicato, a idéia de mudar o perfil no atendimento do Hospital Santa Isabel, deixando o local só com atendimentos eletivos, sem urgências e emergências, vai ser ruim para todos. "A população que mora na área central da cidade, como os bairros do Roger, Torre, Centro, Tambiá e outros, e sofrer algum acidente e precisar de serviços na área de ortopedia, vai ter que se deslocar até Mangabeira", alertou Wandeberg.

O Sindicato dos Médicos também chama a atenção para o caos que pode ser instalado nos hospitais São Vicente de Paulo e Edson Ramalho. "Estes dois hospitais do Centro atendem outro tipo de urgência. O Santa Isabel vinha, justamente, suprir uma necessidade que existia. Agora, vai acontecer um aumento na demanda no Edson Ramalho e no São Vicente, além de também sobrar para o Trauma", disse.

A secretária de Saúde, Roseana Meira, informou através de sua asssessoria de imprensa, que o pedido de demissão não chegou oficialmente à Secretaria. Quando chegar será encaminhado ao setor jurídico. Ela também afirmou que vê com tranqüilidade a posição dos médicos porque o contrato deles já terminaria em dezembro e não seria renovado por determinação do Ministério Público.


fonte: www.jornalonorte.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Dezembro Vermelho

Ao longo deste mês, prédios públicos em todo o Brasil ficarão iluminados de vermelho para marcar a luta contra a aids. Além da iluminação, ...